Após a revista francesa “Numéro” receber duras críticas por ‘escurecer’ uma modelo loira para um editorial em homenagem à África, a publicação se pronunciou e divulgou um pedido de desculpas na quarta-feira (27).

“Queremos pedir desculpas a todos que possam ter se sentido ofendidos com o editorial”, diz no comunicado.

No mesmo texto, a revista ainda defende o renomado fotógrafo Sebastian Kim, responsável pelas imagens e colaborador assíduo da revista.

“Temos o máximo respeito pelo trabalho do fotógrafo e negamos que ele tenha tido, a qualquer momento, a intenção de ferir a sensibilidade dos leitores”, completa.

O recente editorial da revista, nomeado de “Rainha Africana”, trazia a modelo americana Ondria Hardin, que é naturalmente loira, com a pele negra. A modelo passou por um processo de maquiagem e edição de imagem para ficar com a pele escura.

Por este fato, o editorial da publicação foi considerado racista por muitas pessoas, afinal uma branca estampa a capa e interpreta uma negra. Alguns sites, como o “Fashion Bomb Daily”, levantaram a questão de que a indústria da moda está obcecada em transformar modelos brancas em negras.

Para os críticos, os cliques feitos pelo fotografado por Sebastian Kim poderiam ter sido feitos por uma modelo negra.

Vale lembrar que o mesmo aconteceu com a top holandesa Lara Stone, na edição de outubro de 2009 da revista Vogue Paris.

Sem mais artigos