Rihanna não gostou nem um pouco de ver uma imagem sua estampada em camisetas comercializadas pela loja de departamentos Topshop. Por isso, a cantora resolveu processar a marca em US$ 5 milhões (o equivalente a R$ 10 milhões).

Segundo informações do jornal “NY Post”, foram 8 meses de negociação frustada, sendo que a cantora já teria investido mais de US$ 1 milhão em serviços legais.

A Topshop respondeu com um acordo de apenas US$ 5 mil e alegou ainda que pagou o direito pela imagem para o fotógrafo responsável.

“Os empresários de Rihanna pediram inúmeras vezes para a Topshop parar de comercializar a camiseta, e a resposta recebida foi ‘fazemos aquilo que queremos’. Eles compram as fotos de um fotógrafo, mas eles não pagam a licença pelo uso da imagem do artista”, afirmou uma fonte ao “NY Post”. 


Sem mais artigos