A modelo israelense Bar Rafaeli disse que se sente só e não entende por que, mesmo tendo uma “aparência agradável”, não compartilha sua vida ao lado de outra pessoa, já que gosta de sair, estar em casa e também comer bem.

“Tenho uma aparência agradável, sou divertida, gosto de sair, estar em casa, ir ao cinema e comer bem… Não entendo o que eu tenho de errado? Por que estou sozinha?”, indagou a top model de 28 anos em uma longa entrevista publicada nesta sexta-feira pelo suplemento de fim de semana do jornal “Yedioth Ahronoth”.

Na entrevista em questão, Rafaeli, que se encontra em Israel para gravação de um novo programa da televisão local, também diz que a maioria dos homens sente medo de sair com ela, apesar de ter incontáveis amigos, amigas “e um montão de dinheiro”.

“Eu nunca digo não quando me convidam para sair. Inclusive, se existir o risco dele não me agradar, é seguro que aprenderei algo com ele”, declarou a modelo ao revelar aspectos mais íntimos de sua vida, como o fato dela ter chorado ao ver seu ex-namorado, o ator Leonardo di Caprio, com a atriz Blake Lively apenas duas semanas depois do término de sua relação.

Em relação ao “ex”, Rafaeli também declarou não ter vivido uma “verdadeira relação”, já que, apesar de terem viajado muito, nunca tiveram a oportunidade de conviver durante muito tempo em um mesmo lar.

Amparada na ocasião por sua mãe e agente, Tzipi, a quem descreve como “sua melhor amiga”, Rafaeli reconhece que seu maior desejo é ter filhos e, diante do temor de alguns homens, que não se sente “nada feminista”.

“Não quero que ele lave os pratos, eu posso assumir essa tarefa… Eu sou daquelas que fica em casa com as crianças”, completou a modelo.

Sobre as qualidades do suposto “amor de sua vida”, ela ressaltou que procura alguém com humildade e que seja para ela “um exemplo a ser seguido e por quem sinta muita admiração”.

Sem mais artigos