Todos nós sabemos que a moda muda com o passar dos anos, não é mesmo? E com o uniforme dos jogadores de futebol não é diferente. Tanto é que os calções também já sofreram suas alterações com o passar das décadas.   

Veja aqui uma retrospectiva que o Virgula Lifestyle fez sobre as mudanças que aconteceram nos calções dos jogadores de futebol! 

 
Anos 50
Os shorts eram largos e razoavelmente curtos (bem mais curtos que hoje em dia, apesar de não serem tão curtos quanto viriam a ser nas décadas seguintes). Eles eram usados na altura do umbigo.

Seleção do Brasil na final da Copa do Mundo no Maracanã, RJ – 16 julho de 1950 

Anos 60

Os shorts na década de 60 ficaram mais curtos que na década anterior, porém continuaram a ser largos.

Pelé consolando outro atleta no vestiário em 01 de janeiro de 1960


Anos 70

Já eram mais curtos e mais justos que nas décadas passadas, entretanto, ainda não chegavam ao que viriam a ser na década posterior.

Seleção brasileira – 10 de junho de 1970

 
Anos 80
A década de 80 ficou marcada como a década em que as pernas dos jogadores de futebol ficaram em mais evidência. Os shorts nunca foram tão curtos e tão justos!

Brasil x Argentina (Maradona e Leandro com as pernocas de fora) – 01 de janeiro de 1982

 
Anos 90
A partir de então, o comprimento dos shorts já começou a aumentar novamente, e eles também voltaram a ficar mais largos.

Itália x Argentina – 03 de julho de 1990

Anos 2000

Se a década de 80 foi a década dos shorts mais curtos e mais justos, podemos dizer que os anos 2000 vão pelo caminho contrário: os shorts nunca foram tão compridos e largos.

Copa do Mundo Brasil x Costa Rica – 13 de junho de 2002 / Brasil x Japão 26 de junho de 2002 

Dias atuais
A partir da copa de 2010 começou-se a usar o Pro-Combat Slider Short (usualmente conhecido como bermuda térmica). Essa é uma peça superjusta, vestida sob o calção, que dá ao atleta maior conforto, proteção, mobilidade e adaptação ao clima.

Real Madrid na Champions League – 02 de abril de 2014

Sem mais artigos