Salehe Bembury, o vice-presidente da área de calçados masculinos da grife Versace, foi abordado por policiais na última semana após fazer compras em uma das lojas da marca. O executivo acredita que a ação foi uma demonstração de racismo.

Na quinta-feira (1), o executivo publicou em seu Instagram um trecho da abordagem e relatou no vídeo: “estou em Beverly Hills e estão me revistando por comprar na loja que eu trabalho e por ser negro”. Na ocasião, um dos policias responde: “você está tornando isso completamente diferente do que é”.

 

Ver essa foto no Instagram

 

BEVERLY HILLS WHILE BLACK. I’M OK, MY SPIRIT IS NOT.

Uma publicação compartilhada por Salehe Bembury (@salehebembury) em

A polícia de Los Angeles afirmou em um comunicado que Bembury foi parado por atravessar a rua desrespeitando as regras de trânsito, prática chamada de “jaywalking”.

De acordo com o vídeo da câmera corporal de um dos policiais, o rapaz diz que não tinha se atentado à infração como pedestre, pois estava distraído consultando o GPS no celular. Logo em seguida, o policial já pergunta se Bembury possui algum documento de identidade. Quando ele coloca a sacola no chão para pegar  o documento nos bolsos, o profissional pede para ele não colocar as mão no bolso e pergunta se o executivo carrega algum tipo de arma.

Bembury nega e responde que está muito “nervoso”. “Vocês podem fazer o que quiserem, só estou nervoso”, diz, quando perguntam se podem revistá-lo.

O designer é colocado de frente para a parede, revistado e, após os policiais checarem os antecedentes criminais, ele é liberado.

 

Ver essa foto no Instagram

 

Uma publicação compartilhada por Beverly Hills Police Dept (@bhpd_90210) em

No vídeo, ele diz que está “nervoso”, “desconfortável”, que a situação é “constrangedora” e afirma que, apesar de entender que cometeu uma infração como pedestre, a revista pareceu exagerada.

A própria Donatella Versace, vice-presidente da grife, republicou o vídeo de Bembury e repudiou a ação policial.

“Estou chocada com o que aconteceu com Salehe Bembury hoje. Ele tem sido um consultado da Versace por muito tempo e o comportamento que ele testemunhou é completamente inaceitável. Ele foi parado na rua só por causa da cor de sua pele. Força, Salehe Bembury. Estou te mandando amor e apoio”, escreveu a estilista em seu Instagram.

Sem mais artigos