O Lollapalooza Brasil chega a sua sétima edição este ano e muitos estão ansiosos para ver seus ídolos em ação. Red Hot Chili Peppers e LCD Soundsystem são os headliners da sexta (23); Pearl Jam e Imagine Dragons, encabeçam o sábado; The Killers e Lana Del Rey encerram o domingo. Outros shows esperados são de Mano Brown, Alok, Liniker e Mallu Magalhães.

No Brasil desde 2012, o festival deixou momentos memoráveis. Nós listamos 25 deles. Entre os grupos e artistas estão: Foo Fighters, Pearl Jam, Arcade Fire, Criolo, Imagine Dragons, Lorde,Karol Conká, David Guetta, Jack White, Pharrel Williams, Die Antwoord, Halsey, Planet Hemp, Alabama Shakes, Tame Impala, Marina and The Diamonds, Jack Ü, The xx.

Você estava em alguns destes shows? Se a resposta for positiva, você sabe que foi histórico. O show certo, no lugar certo. São memórias que se tornaram lendários ao logo dos anos.

Lollapalooza Brasil, Foo Fighters

Cambria Harkey Lollapalooza Brasil, Foo Fighters

Foo Fighters – 2012

Fazia tempo que não davam as caras, desde o Rock in Rio 3, em 2001. Uma apresentação de mais de duas horas e meia compensou. Tocaram seus próprios sucessos dos álbuns gravados nos anos 1990 e ainda trecho de Custard Pie, do Led Zeppelin, e íntegra de In the Flesh? do Pink Floyd. No fim, ainda convidaram Joan Jett para Bad Reputation e I Love Rock ’n’ Roll.

Flaming Lips – 2013

Wayne Coyne e os excelentes músicos da banda  mostraram repertório calcado principalmente no álbum Embryonic. Hits ficaram para o final, como Yoshimi Battles the Pink Tobots pt. 1 e Do You Realize??. Bateu uma onda forte.

Criolo – 2013

Em 1h15 e com canções do álbum Nó na Orelha (2011), Criolo conquistou o público do festival, esbanjou carisma e musicalidade. Um telão foi instalado para acompanhar o show no Grajaú.

DJ Marky – 2013

Acompanhado por uma banda, o DJ Marky mostrou músicas que serviram de influência para ele, em uma aula de repertório e de musicalidade apurada.

Pearl Jam em 2013

Divulgação Pearl Jam em 2013

Pearl Jam – 2013

O Pearl Jam apostou nos sucessos da banda, como Jeremy, Daughter, Even Flow e Black, para manter um show de alta eletricidade por mais de duas horas.

Antes de tocar I Believe in Miracles, do Ramones, disse lembrar do amigo, Johnny Ramone, sempre que toca no Brasil. A noite foi encerrada com o público acompanhando em coro Yellow Ledbetter e Vedder deixou o palco enrolado em uma bandeira do Brasil e dizendo juras de amor.

Kaiser Chiefs no Lolla 2013

Divulgação Kaiser Chiefs no Lolla 2013

Kaiser Chiefs – 2013

A energia do vocalista Ricky Wilson incendiou a plateia no Jockey Club. O cara chegou a escalar uma torre de ferro no meio da galera.

Arcade Fire – 2014

Impecável. Em Wake Up, fogos de artifício foram disparados. O repertório teve um tom festivo graças ao disco “Reflektor”, lançado um ano antes. Fazia nove anos que a banda liderada por Win Butler não vinha ao Brasil, desde o Tim Festival. Ele e Régine Chassagne mostraram todo seu amor pelo país, com direito a versão de “Nine Out of Ten”, de Caetano Veloso.

Imagine Dragons – 2014

O grupo de Las Vegas Imagine Dragons detonou na edição 2014. Eles chegaram com hits como Radioactive e Demons. A união poderosa de riffs de guitarra com percussão, bateria e música eletrônica roubou a cena e deixou uma multidão histérica.

Phoenix – 2014

O show teve os clássicos como Lisztomania , If I Ever Feel Better e Rome e o vocalista Thomas Mars aproveitou para se jogar no público algumas vezes. A turnê do álbum Bankrupt! apresentou algumas faixas que na época eram novas e elas soavam como os franceses de sempre.

Lorde no Lolla 2014

Mila Maluhy/Divulgação Lorde no Lolla 2014

Lorde – 2014

A neozelandesa fez o único show no Brasil até agora fez suas danças esquisitas e voz incomparável, ela mostrou o álbum de estreia, Pure Heroine e ainda fez covers de Kanye West com Hold My Liquor e Son Lux com Easy .

Smashing Pumpkins – 2015

Billy Corgan se redimiu do show frustrante de 2010. Com uma banda competente, equilibrou novas e clássicas.

David Guetta – 2015

Os DJs são os novos rockstars? Quem presenciou este show nunca mais se fez esta pergunta.

Jack White – 2015

Em turnê com seu segundo disco solo, Lazaretto, Jack mostrou uma hora e quarenta minutos de blues rock. A última faixa foi a épica Seven Nation Army, um dos últimos grandes hinos a surgir no rock.

Pharrel Williams – 2015

Você duvida que Pharrel tem muito mais sucessos que Happy? O cantor  veio com um time de dançarinas e uma banda de black music da pesada.

Karol Conka – 2016

A rapper curitibana Karol Conka fez um show eletrizante e convidou a diva de Niterói MC Carol para o palco. Tombei quase levou tudo abaixo. “Nós, feministas, vamos levar o Brasil para frente. Aceita que dói menos”, afirmou. “Se há um ano me falassem que eu estaria no palco do Lolla cantando do lado de outra cantora negra, eu ia rir na cara do maluco!”, postou ela mais tarde ao lado de Carol.

Die Antwoord

Ale Frata/I Hate Flash/Divulgação Die Antwoord

Die Antwoord – 2016

Disparado, o show mais estranho do Lollapalooza. Os sul-africanos Ninja e Yo-Landi Vi$$er mostraram os beats africanos eletrônicos e fizeram uma performance altamente teatral no set de uma hora.

Halsey – 2016

Então com 21 anos, ela tocou praticamente todo o disco Badlands (2015). É bonito ver uma artista despontar e se tornar uma estrela.

Planet Hemp – 2016

A banda fez uma série de homenagens, a primeira a João Gordo, aniversariante do dia, que subiu ao palco para cantar uma música do Ratos de Porão. Depois, foi a vez de celebrar Chico Science, que também completaria 50 anos no domingo.

Mesmo sendo uma atração de última hora, substituindo Snoop Dogg, eles mostraram que as bandas brasileiras não ficam atrás das gringas.

Twenty One Pilots – 2016

Rap, indie rock, eletrônica, reggae, percussão. A dupla passou pelo Lolla feito um furacão e avisando: existem coisas novas surgindo e talvez você não entenda. Não seja a pessoa que diz, “no meu tempo era melhor”.

Alabama Shakes – 2016

Comparada a Janis Joplin e Etta James, Brittany Howard, a vocalista do Alabama Shakes deixou sua marca  southern rock na edição 2016. Antes, a banda já tinha arrebentado na edição de 2013, mas tocando para bem menos gente.

Piano, baixo, guitarra, bateria e percussão se fundem para criar rock, blues, country e um pouco de gospel. Afinal, uma mulher assim só pode ter algo de sagrado mesmo.

Tame Impala – 2016

Lisergia em guitarras e teclados garantiram o clima Woodstock no Lolla. Entraram no repertório Let it Happen, Elephant, Feels Like We Only Go Backwards, Apocalypse Dreams, Eventually, Yes , I Am Changing. A apresentação foi fechada com New Person Same Old Mistakes, conhecida na voz de Rihanna, que a gravou no álbum Anti.

Marina and The Diamonds – 2016

A cantora galesa mostrou presença de palco e carisma. Se redimiu do bolo um ano antes. Em ordem cronológica, foi repassando as fases da carreira até chegar em Froot. Showzaço. Primadonna Girl foi um dos pontos altos de uma apresentação impecável.

Jack Ü – 2016

Além das produções próprias, Skrillex e Diplo tocaram  Justin Bieber, Tove Lo, Rihanna, Adele, Major Lazer – grupo do qual Diplo também faz parte, a dupla chamou MC Bin Laden, que cantou Tá Tranquilo, Tá Favorável.

The xx no Lollapalooza 2017

CamilaCara-MRossi/Divulgação The xx no Lollapalooza 2017

The XX – 2017

O trio formado por Romy Madley Croft, Oliver Sim e Jamie XX havia acabado de lançar I See You e anteciparam um show que depois chegou a outras partes do mundo. Crystalised, Sunset, Say Something Loving, On Hold, Intro e Angels são alguns dos hinos que foram entoados.

Tove Lo – 2017

A sueca monstrona é compositora de hits por encomenda. O ritual de Talking Body, em que mostra os seios em nome da causa feminista, costuma roubar a cena. Mas o show teve momentos grandiosos como True Disaster, Moments, Cool Girl e Habits (Stay High).

Sem mais artigos