O ABBA ganhará um museu interativo em Estocolmo, capital da Suécia, no ano que vem, anunciou nesta quarta-feira (3) Björn Ulvaeus, um dos fundadores do conjunto pop.

O museu será, na verdade, uma exposição permanente dentro do Hall da Fama da Música Sueca e reunirá objetos relacionados às músicas, letras, roupas, com exibição de shows e outras imagens da banda.

A metade do material do museu virá da exposição itinerante sobre o grupo que percorreu o mundo nos últimos meses, enquanto o restante será de material novo, revelou o diretor, Mattias Hansson, na apresentação do projeto, em Estocolmo.

“É uma história ao estilo ‘Cinderela’ que vale a pena contar. E vamos fazer de forma bem humorada”, afirmou Ulvaeus. Os quatro membros do conjunto participam do projeto, aprovando o conteúdo da mostra, afirmou o integrante que serviu de porta-voz do lançamento.

ABBA The Museum, como o projeto foi batizado, substitui outro anunciado em 2007, organizado por outros promotores, que acabou não saindo do papel por problemas logísticos.

O quarteto sueco, que permaneceu em atividade entre 1972 e 1982, emplacando grandes sucessos como Mamma Mia, Waterloo, Dancing Queen e Gimme, Gimme, Gimme, é um dos grupos que mais vendeu discos na história da música, com cerca de 380 milhões de álbuns. 

<iframe width=”636″ height=”358″ src=”http://www.youtube.com/embed/xFrGuyw1V8s” frameborder=”0″ allowfullscreen></iframe>

Sem mais artigos