Alok

(Foto: reprodução/Facebook) Alok

Parece que o topo do mundo é um dos destinos de Alok, o maior DJ brasileiro da atualidade. Para ter uma ideia das conquistas do brasiliense de apenas 24 anos, ele acaba de assinar com a Spinnin Records, a mesma gravadora do bombado Calvin Harris. Também está sendo agenciado pela maior agência de DJs do mundo, a WME, e prepara um remix com participações de Edi Rock, dos Racionais MC’s, e Seu Jorge, que sai dia 1 de julho. Fraco, não! E, claro que o Virgula foi trocar uma ideia com ele para saber de perto dessas novidades.

“Ainda to mensurando as consequências disso tudo e tentando entender o que de fato isso possa representar na minha carreira”, diz Alok sobre estar na Spinnin Records. “A gravadora vai me ajudar bastante no meu plano de carreira e facilitar o lançamento de músicas que até então temos um pouco de dificuldade de trabalhar com isso no Brasil. Pra mim é gratificante e ao mesmo tempo um desafio porque parece exigir ainda mais de mim, e eu curto desafios”.

Sobre ter uma track com nomes de peso, como Edi Rock e Seu Jorge, ele conta empolgado: “Eu queria algo que representasse bem a cultura nacional unida ao “brazilian bass”. Tenho certeza de que fiz a melhor escolha. Entramos em contato com Edi Rock e Seu Jorge mostrando o remix e eles curtiram bastante, iniciamos um processo na parceria e deu tudo certo! Conheci o Edi Rock e inclusive nos apresentamos juntos na Tribe e foi sensacional”.

Alok e Edi Rock

(Foto: reprodução/Facebook) Alok e Edi Rock

Um fato curioso que envolve o DJ:  está rolando uma votação dos caras mais gatos do show business no app Adote Um Cara (saiba mais aqui) e Alok está em segundo lugar, perdendo apenas para Adam Levine, do Maroon 5. Claro que, com esse gancho não poderíamos deixar de fazer a pergunta: Ter uma boa aparência/beleza é um dos requisitos para ser DJ hoje em dia? “Com certeza é um requisito, mas eu tento sempre fazer o possível para que minha música seja o principal critério de todas essas conquistas no decorrer da minha carreira. Beleza deve ser coadjuvante nisso tudo.”, diz ele.

Com tudo isso acontecendo ao mesmo tempo na vida do DJ, além das viagens diárias intermináveis para apresentações, nos resta saber como ele consegue manter a sanidade, sem que todos esses compromissos o enlouqueça ou atrapalhe seu trabalho: “Eu não paro de pensar no que posso melhorar todos os dias, 24 horas por dia e 7 dias por semana, mas às vezes eu me isolo sem tratar de assuntos profissionais para aproveitar mais o meu lado pessoal em algum período de férias ou folga estendida. Um dos lugares que mais aprecio nesses momentos é Alto Paraíso, em Goiás. Sinto que lá consigo me reconectar e acalmar um pouco os pensamentos tornando eles mais fáceis de permanecerem equilibrados.”, revela Alok

13501790_1183190911737088_8930587020925192659_n

(Foto: reprodução/Facebook)

Para finalizar a conversa, ele agradece essa enxurrada de coisas boas que está rolando, e emite uma mensagem positiva aos DJs iniciantes que estão entrando nesse mercado competitivo de música eletrônica: “Foco, determinação e disciplina podem fazer com que esse sonho tão almejado fique mais fácil e acreditar é possível, mas a dedicação é sempre necessária”.

Voa que o mundo é seu, Alok!

Sem mais artigos