Buzz Osborne

Buzz Osborne

Buzz Osborne, além de ser conhecido por sua cabeleira, é famoso por ser membro da The Melvins e ter sido baixista da primeira banda de Kurt Cobain, a Fecal Matter.  King Buzzo, como também é chamado, foi amigo de Cobain desde a escola e, após assistir ao documentário Montage of Heck,  ficou indignado com o que viu. O filme é a versão autorizada da história do músico e estreou nos Estados Unidos em maio pela HBO.

Osborne classificou a obra dirigida por Brett Morgan (O Show Não Pode Parar, 2002) como “baboseira total” em um texto publicado no The Talkhouse. O doc tem na produção executiva Frances Bean, filha de Kurt com Courtney Love. Montage of Heck — nome de uma mixtape criada por Cobain, revelada em 2014 — mostra a vida de Kurt desde sua juventude em Aberdeen, o encontro com a música, o sucesso como líder do movimento grunge e sua inabilidade em lidar com a fama.

O filme remonta, por meio de animações, rabiscos e fitas criados por Cobain e exibe vídeos caseiros (e inéditos) do cantor, contando também a relato oficial da conturbada história familiar do líder do Nirvana.

Em seu artigo, Osbourne declara: “Eu me importava muito com Kurt, Krist e Dave. Éramos bons amigos quando eles estavam sem grana, muito antes de comprarem mansões e carros com cartões de crédito. A minha banda tocou com o Nirvana no seu último show. Eu estava lá no começo e estava lá no fim, para o bem e para o mal”. Dito isto, ele refuta algumas histórias do filme, como a passagem em que Kurt procura se inicar sexualmente com uma garota com deficiência e a que diz que ele tenta se matar nos trilhos do trem em Aberdeen.

“Primeiramente, as pessoas precisam entender que 90% de Montage de Heck é mentira. Baboseira total. Tem uma coisa que ninguém entende sobre o Cobain, ele era um mestre em sacanear”, explica em parte do texto, argumentando que, porque algo está gravado em uma fita com a voz de Kurt, não quer dizer que seja, necessariamente, uma verdade. “Nunca aconteceu. Tudo é dito, no entanto, pela própria voz do Kurt. Então deve ser verdade, certo? Errado.”

“Primeiramente, as pessoas precisam entender que 90% de Montage de Heck é mentira. Baboseira total”

Ele nega ainda a existência do problema de estômago de Kurt, assunto explorado no longa de uma forma até etérea. “Kurt também me disse que não havia absolutamente nada de errado com seu estômago. Ele inventou aquilo para obter simpatia, daí ele poderia usar isso como desculpa para ficar doidão. Claro que ele estava vomitando, é isso que pessoas que usam heroína fazem, elas vomitam”, comentou King Buzzo.

Outro trecho rebatido por Osborne: Cobain nunca morou embaixo da ponte. “Até onde eu sei, Kurt nunca pôs os pés em qualquer ponte naquela cidade, muito menos viveu sob uma”, afirmou.

Em relação à Courtney, Osborne refereiu-se a muitas de suas histórias como distorcidas e sem nenhuma relação com as que o amigo lhe contava. “Por exemplo, ela quer nos fazer acreditar que Kurt tentou se matar quando ela somente pensou em o trair? Wow”, analisa. “Quando Courtney fala, a verdade certamente está lá, mas só Deus sabe onde ela começa e onde ela termina.”

Por fim, ele chamou a obra de “ficção equivocada” e classificou o ato de ver o filme como uma experiência não feliz. Para não ser injusto, refletiu sobre os melhores momentos do doc: “Eu curti a animação, bem legal, e eles fizeram um trabalho fantástico ao mostrar que merda de buraco deprimente Aberdeen realmente era e ainda é. Por isso, eu os saúdo!”.

Sem mais artigos