Raffles Van Exel, um “amigo” de Whitney Houston, admitiu ter escondido as drogas usadas pela cantora após encontrá-la morta em um quarto de hotel em Beverly Hills, no início de fevereiro.

Em entrevista ao jornal holandês The Telegraph, Van Exel declarou que o quarto de Whitney “precisava ser esvaziado”, e que “alguém precisava fazer isso”.

Raffles é supostamente muito próximo à família Houston, e foi um dos poucos convidados para o velório da cantora, reservado a amigos próximos e familiares.

Ele é o principal suspeito de ter tirado as fotos de Whitney dentro do caixão que circularam na internet, e ainda de ter vendido imagens da banheira em que Whitney foi encontrada para um site de fofocas.

Na semana passada, a polícia de Los Angels confirmou que Whitney Houston morreu por afogamento acidental, causado por uma combinação de problemas cardíacos e uso de cocaína. Também foram detectados restos de maconha, alprazolam, ciclobenzaprina e difenidramina no organismo de Whitney.

Sem mais artigos