Os canadenses do Arcade Fire, uma das principais bandas da atual cena indie rock, colocaram os fãs no bolso na noite de domingo no Lollapalooza Chile 2014 com um show espetacular, som impecável e transbordando simpatia. 

O grupo formado em Montreal há pouco mais de uma década é um dos headliners do Lollapalooza brasileiro, que se realiza no fim de semana. O Arcade Fire tocou pela primeira vez em Santiago no fechamento do festival amparada pelos elogios da crítica.

Com um som perfeito, um vocalista, Win Butler, inspirado e os pegajosos riffs de guitarra, o show surpreendeu os milhares de espectadores que escutavam pela primeira vez ao vivo a banda.

A viagem começou com Reflektor, o single que dá nome ao disco mais recente e que inspirou o espetáculo, com uma encapuzada vestida com um traje coberto de espelhos que dançava em frente ao palco.

O setlist ainda teve Flashbulb Eyes, a roqueira Neighborhood #3 (Power Out), Rebellion (Lies), Joan of Arc, The Suburbs e Ready to Start e a assombrosa Neighborhood #1 (Tunnels), uma canção que pode perfeitamente se transformar em um clássico, assim como a banda.

Três canções para o bis Normal Person, Here Comes The Night Time e Wake Up, e a tarefa já estava cumprida para os irmãos Butler e companhia.

Cada um dos 12 músicos no palco teve seu momento de brilhar. O virtuosismo da maioria garantiu o dinamismo, a energia e a velocidade do espetáculo.

O público se derreteu em elogios ao Arcade Fire depois de uma hora e meia de show e 15 canções.

A empatia com o público e o senso de espetáculo os deixaram um patamar acima dos outros shows que passaram pelos palcos do Lollapalooza.

Sem mais artigos