Kanye West é mesmo um ávido caçador de polêmicas. O artista que criou a capa de My Beautiful Dark Twisted Fantasy, último trabalho do rapper, revelou que o próprio rapper pediu uma ilustração que fosse “proibida”.

O artista George Condo revelou em entrevista ao New Yorker que foi o cantor que pediu uma capa que fizessem lojas mais “família” encrencarem. Segundo Condo, ele desenhou mais ou menos nove ilustrações diferentes, enquanto ouvia o novo álbum de West, para que o rapper escolhesse a que fosse causar maior impacto nas pessoas. 

Kanye optou pela que trazia uma mulher nua, sem braços e com asas de anjo, sem braços, em cima de um homem negro, nu.

Orgulhoso da escolha, Kanye esbravejou no Twitter: “Banido nos EUA! Eles não me querem no sofá com a minha fênix! Pra ser sincero, eu não penso no Wal-Mart quando faço minha música ou minha arte!”

Faltou combinar com o Wal-Mart. A rede de lojas emitiu um comunicado onde nega que tivesse proibido a capa: “Nós não rejeitamos essa arte. Ele nem chegou a nos ser apresentada.”



Sem mais artigos