Depois da cantora Nelly Furtado se arrepender de ter aceitado um milhão de dólares do ditador líbio Muammar Gaddafi para um show particular e doar o lucro para instituições de caridade, outros popstars começam a seguir seu exemplo. 

Em comunicado oficial, Beyoncé afirmou que doou para instituições de caridade no Haiti todo o dinheiro que recebeu por um show contratado por um dos filhos de Gaddafi em 2009. De acordo com o site Huffington Post, a cantora recebeu cerca de um milhão de dólares pelo show.

A porta-voz da cantora, Yvette Noel-Schure, afirmou ao site que ninguém fazia ideia de que o show havia sido encomendado pelo clã Gaddafi. “Assim que ficamos sabendo que o evento estava relacionado à família do ditador, tomamos a decisão de destinar esse dinheiro a uma boa causa”, afirmou ela.

Sem mais artigos