Black Sabbath

Black Sabbath
Black Sabbath
Black Sabbath
Black Sabbath
Black Sabbath
Black Sabbath
Black Sabbath
Black Sabbath
Black Sabbath
Black Sabbath
Black Sabbath
Black Sabbath
Black Sabbath
Black Sabbath
Black Sabbath
Black Sabbath
Black Sabbath
Black Sabbath
Black Sabbath
Black Sabbath
Black Sabbath
Black Sabbath
Black Sabbath
Black Sabbath
Black Sabbath
Black Sabbath
Black Sabbath
Black Sabbath

O novo álbum do Black Sabbath, batizado como 13, estreou em primeiro lugar da lista de mais vendidos do Reino Unido, coisa que não acontecia há 43 anos. Ozzy Osbourne, que não participava de um álbum do grupo desde Never Say Die! (1978), afirmou estar chocado com o resultado do trabalho.  

“Estou em choque. O sucesso deste álbum me deixou nas nuvens”, diz o vocalista em comunicado um comunicado oficial. “Nunca um álbum nosso chegou ao topo tão rápido”. “Hoje em dia é só porcaria manufaturada”, continua o vocalista do Black Sabbath, “mas há algo em comum em pessoas como o Rod Stewart, Elton John, David Bowie e nós, amamos a nossa arte”. 

Sobre o lançamento de novos álbuns do Black Sabbath no futuro, Osbourne disse: “Ainda estamos com a cabeça no novo trabalho. Provavelmente, haverá outro álbum, mas não quero prometer nada a ninguém. Demoramos muito tempo para lançar 13 e não podemos esperar mais 43 anos para repetir isso. Estamos velhos”.

Black Sabbath volta ao topo da parada britânica após 43 anos

Sem mais artigos