Bono Vox, vocalista do U2, ainda é um dos homens mais ricos da música, mas não tanto quanto esperava. De acordo com o site da revista inglesa NME, a desvalorização das ações do Facebook pode ter causado um débito de US$ 342 milhões – R$ 681 milhões, na cotação desta sexta-feira (25) – ao vocalista do U2.

Bono detém 2,3% das ações da rede social de Mark Zuckerberg, adquiridas por US$ 90 milhões (R$ 179 mi) há três anos. Quando o Facebook entrou na bolsa de valores na semana passada, as ações de Bono subiram para US$ 2,2 bilhões (R$ 4,3 bi), mas após uma semana de desvalorização, não passam de US$ 1,84 bilhão (R$ 3,66 bi).

Em entrevista recente ao MSNBC, Bono desmentiu os boatos de que teria se tornado bilionário, com uma fortuna comparável somente à dos Beatles na indústria fonográfica.

“Não sou bilionário nem serei mais rico que nenhum Beatle”, alegou. “Isso é uma piada. [Na empresa de investimentos de Bono] nós investimos o dinheiro de várias pessoas. Somos pagos, claro. Mas só me senti rico quando eu tinha 20 anos e minha esposa pagava as minhas contas”, brincou.

O U2 atualmente trabalha no 13º álbum da carreira, ainda sem previsão de lançamento.

Sem mais artigos