“Muito obrigado ao nosso amigo Chris Cornell“. A ironia de Roger Moreira, vocalista e guitarrista do Ultraje a Rigor, foi a faísca que faltava para disparar uma briga entre roadies e membros da produção do grupo paulista com integrantes da equipe do cantor Peter Gabriel. Ficou confuso? Pois é. O público do SWU Music & Arts Festival também.

Tudo começou com a chuva forte que cobriu Paulínia no meio da tarde, pouco antes da apresentação do Ultraje no Palco Consciência. Os ventos e a água atrasaram a montagem do palco, e o show do grupo precisou ser atrasado, antecipando a performance da Tedeschi Trucks Band, no Palco Energia.

LEIA MAIS: Chris Cornell supera mal-entendido e faz boa apresentação no SWU

Tedeschi Trucks Band supera chuva e esquenta público no Palco Energia

A produção de Peter Gabriel, que veio ao Brasil acompanhado de uma orquestra, passou a pressionar o grupo brasileiro para encurtar o show e tentar compensar o atraso, que a essa altura beirava as duas horas. Com informações confusas, Roger expôs a confusão ao público, mas jogou a culpa em Cornell. A pancadaria no palco (que você vê na galeria acima) atiçou a plateia, que tomou partido do Ultraje a proporcionou um dos shows mais animados desta edição do festival.

Após a baderna, os refrãos de faixas como É Tudo Filha da P**a e Nada a Declarar ganharam outro significado, com palavrões berrados, todos direcionados injustamente ao vocalista do Soundgarden. Em determinado momento, Roger – ainda mais disposto a provocar “os gringos”, deixou a guitarra de lado para simular um demorado strip-tease, seguido por mais uma provocação verbal: “Nós temos bastante tempo de palco, mesmo”.

Ao fim de O Chiclete – cujo refrão “bum-bum-bundão” gerou coros de “Cornell, vai tomar no c*” – Roger não perdoou. Traduziu a frase e a direcionou mais uma vez ao ex-vocalista do Audioslave: “Asshole! Big asshole! Big, huge, asshole!“.

Sob fortes aplausos, o quarteto encerrou a apresentação com o sucesso Nós Vamos Invadir Sua Praia. Depois do coro “mais um, mais um” da plateia, Roger e o baterista Bacalhau tentaram puxar Marilou, cortada no meio pela produção do evento.

Revoltado, Bacalhau emendou em um solo catársico de bateria, que terminou com as peças do instrumento espalhadas pelo palco, jogadas e chutadas pelo músico. O público adorou, e a banda também. Toda a equipe do Ultraje aplaudiu o público após o fim, em uma bonita – ainda que injusta – exaltação do rock nacional.

Set list:

01 – Zoraide
02 – Ah, Se Eu Fosse Homem
03 – Independente Futebol Clube
04 – É Tudo Filha da P**a
05 – Inútil
06 – Rebelde Sem Causa
07 – Mim Quer Tocar
08 – Ciúme
09 – Sexo
10 – Pelado
11 – Nada a Declarar
12 – O Chiclete
13 – Nós Vamos Invadir Sua Praia
14 – Marilou (pela metade)

Sem mais artigos