Depois da resposta da compositora de Ai se eu te pego, hit de Michel Teló, à carta aberta de Bruno Medina, tecladista do Los Hermanos, com críticas ao sucesso, o carioca levantou bandeira branca e tentou pôr fim à discussão.

“Pessoal, não entendo a razão de tanta polêmica em função da carta que escrevi”, escreveu no blog Instante Posterior, mantido por ele.

Na quarta-feira (4), Medina ironizou o alcance internacional da música – que ganhou versões em vários países – com o desejo de que Teló “resolvesse passar logo todo o ano de 2012 viajando pelo mundo”, com a justificativa: “só uma precaução com o meu cérebro”.

No novo texto postado nesta quinta-feira (5), Medina explica a frase. “Quando eu sugiro que ele passe o ano todo na Europa trata-se de uma óbvia brincadeira, uma vez que antes eu declaro que a música está grudada na minha cabeça”, argumentou.

LEIA MAIS: Teló irritou a classe média com a sua ‘Macarena’ sertaneja

O tecladista, que também tocou com Adriana Calcanhotto, ainda declarou não ter preconceito com nenhum estilo musical.

“Quero deixar registrado que não tenho nada contra o Michel ou o sertanejo universitário”, enfatizou. “Torço sinceramente pelo seu sucesso no exterior, assim como torço sempre para que qualquer representante da música brasileira ocupe uma posição de destaque no cenário mundial”.

E para encerrar em um tom mais leve, ainda aproveitou a polêmica para brincar no Twitter com um mashup de Ai se eu te pego e Anna Júlia, postado no YouTube após a confusão. Assista:

Sem mais artigos