Cartas inéditas que serão leiloadas neste mês pela casa especializada Profiles in History, em Nova York, revelam que o lendário trompetista de jazz Louis Armstrong teve uma filha em uma relação extraconjugal.

A correspondência, carregada de emoção, foi enviada justamente para a filha do músico. Os documentos fazem parte de um leilão que colocará à venda objetos da história do cinema e de Hollywood.

As cartas, datadas entre 1946 e 1968, demonstram que Armstrong teve um romance extraconjugal com a viúva de um amigo, Lucille Sweets Preston, e que desta relação nasceu Sharon, sua única filha biológica e quem agora está vendendo estes escritos por um preço entre US$ 60.000 US$ 80.000.

O lote inclui cinco mensagens de 27 páginas escritas à mão, quatro cartas batidas à máquina e quatro postais, nos quais escrevia “Para minhas queridas a quem eu quero”, palavras dirigidas a sua filha e a sua amante.

Também será leiloada uma gravação de 15 minutos, de 1959, na qual Armstrong canta Uncle Satchmo’s Lullaby e Kisses in the Night, duas cantigas de ninar, com as quais manda uma mensagem para Sharon.

“As cartas expressam amor, cuidado e luxúria, assim como seu característico e incrível senso de humor”, explicou a casa de leilões sobre o lote.

O leilão ocorrerá entre os dias 15 e 16 de dezembro.

Sem mais artigos