Centenário de Riachão é celebrado com o lançamento de “Humanenochum”

O álbum “Humanenocum” foi lançado para marcar o centenário de Riachão, um dos nomes mais importantes do samba baiano. O disco tem 19 faixas, e conta com a participação de Caetano Veloso, Tom Zé e Dona Ivone Lara, além de outros artistas.

Músico de muita popularidade e de longa estrada e autor de mais de 400 composições, Riachão tem como características marcantes a criatividade, a energia e o humor. “Agora chegou a vez da minha estrela brilhar”, disse o artista antes de seu falecimento, em 2020, sem conseguir disfarçar a empolgação em poder gravar mais um disco.

“Gravar com toda essa gente foi motivo de grande satisfação para mim. Cantar junto com Dona Ivone, uma grande mulher, nem se fala”, elogia Riachão, que conta ter tirado o título do álbum, “Humanenochum”, do nome de uma organização criada por ele para homenagear as mulheres, história que explica em uma das faixas do disco.

O produtor Paquito diz que procurou fazer um resumo da obra de Riachão, seguindo os mesmos critérios usados para lançar o disco em homenagem a Batatinha – outro ícone do samba baiano – em 1997. “São dois grandes compositores, que gozam de muita popularidade na Bahia, mas que estavam um pouco deixados de lado”, revelou.

Sem mais artigos