Nick Murphy cresceu ouvindo, por intermédio de seu pai, o som do jazz de Chet Baker. Anos se passaram e o australiano decidiu que seria músico, mas teria que pensar em outro nome, uma vez que já existia alguém famoso com o seu de batismo. Então ficou decidida a sua alcunha: Chet Faker, uma homenagem ao artista que sempre admirou. E tudo tem dado muito certo desde então.

Em 2011, seu primeiro single, No Diggity, se espalhou como viral e, no ano seguinte, Faker lançou seu primeiro EP, Thinking in Textures, sucesso de público e crítica, com hits como I’m Into You, Terms and Conditions e Cigarettes and Chocolate.

Recentemente, o músico apresentou o clipe de 1998, que faz parte do de seu primeiro álbum em estúdio, Built on Glass, que saiu este mês. Assista:

Ouça mais aqui.

Sem mais artigos