capa

 

Quando a gente fala o nome de Christina Aguilera, aposto que o que vem à sua mente é uma pele de porcelana, um delineado matador e um batom vermelho, certo?

Pois é, mas na nova edição da Paper Magazine, a cantora aparece bem natural, sem maquiagem, cheia de sardinhas e… Linda. Ridiculamente linda. Essa fase mais desconstruída visualmente de Christina reflete , de acordo com a própria, um momento em que ela sente que é “libertador poder voltar para o básico e apreciar quem você é e a sua beleza crua”.

Sem mais artigos