David Bowie

Divulgação David Bowie

As cinzas de David Bowie foram incineradas no festival Burning Man, maior evento da contracultura atual, no Black Rock Desert. De acordo com E!, um afilhado de Bowie teria levado parte das suas cinzas, com permissão da viúva Iman, para a celebração do templo incendiado no festival.

Durante o evento, um templo recebe cartas, memórias e cinzas de pessoas que desejam homenagear familiares e amigos. Ao fim, o templo é queimado sob a lua crescente. Cerca de 70 pessoas teriam participado do ritual em nome de Bowie, segundo a publicação e canal de TV especializado em celebridades.

“Nós tocamos suas músicas em todo caminho até o templo e na volta. Muito de nós tinha a pintura (raio) no rosto em homenagem a ele”, disse uma fonte não identificada ao E!.

Das cinzas às cinzas, como dizia o clássico Ashes to Ashes. Bowie morreu em 10 de janeiro, após batalha contra um câncer de fígado, aos 69 anos. Dois dias antes, ele lançou o aclamado álbum Blackstar, que marcou despedida do astro em forma de música.

Sem mais artigos