Adam Lambert declarou durante uma entrevista ao jornal Huffington Post que conheceu a banda Queen, quando era apenas um estudante em Los Angeles, enquanto consumia maconha. “Fique enlouquecido com Freddie Mercury, sua postura no palco, sua voza marcante!” 

“Sua energia, seu poder, eu pensei ‘eu quero cantar deste jeito’. Isso tudo aconteceu em uma época em que comecei a fumar maconha, ouvindo rock dos anos 70, para desenhar”, contou o ex-American Idol. Anos mais tarde, sua experiência lhe serviu para substituir Mercury nos vocais do Queen. 

“Eu não me sinto intimidado. Brian May e eu temos uma adorável interação, ele é um cara legal”, revelou. Lambert também falou sobre o fato de ser ‘abertamente gay’. “Eu goste ou não, o termo ‘abertamente gay’ sempre virá antes de meu nome nos jornais. Não me importo com isso, acho que minha sexualidade abriu muitas portas.” 

“Eu assumi ser gay aos 18 anos e passei por todos os estágios de aceitação. Tanto minha própria, quanto de minha família e amigos. Desde então, eu não falo sobre sere gay, eu simplesmente sou”, finalizou o cantor. 



Sem mais artigos