Os brasileiros do Trio Corrente, de São Paulo, venceram o Grammy 2014 na categoria Melhor Álbum de Música Latina, pelo disco Song For Maura, em que acompanham o cubano Paquito D’Rivera. 

Formado por Fábio Torres (piano), Paulo Pauleli (baixo) e Edu Ribeiro (bateria), eles ganharam notoriedade ao lado de nomes como a cantora Rosa Passos e o guitarrista Chico Pinheiro. O trio segue a tradição de grupos instrumentais que conjugam jazz com samba e gêneros brasileiros. 

Na premiação que começou às 23h e terminou às 2h30 desta segunda (27), Daft Punk, com cinco prêmios, e a dupla Macklemore e Ryan Lewis, com quatro, saíram consagrados do Staples Center, em Los Angeles, onde a cerimônia se realizou.

O Daft Punk protagonizou o grande momento da noite, ao lado de seus parceiros de Get Lucky, Nile Rodgers, do Chic, e do cantor e produtor Pharrel Williams. Stevie Wonder se juntou ao grupo, que neste trabalho atualizou a disco music dos anos 70 com um toque da eletrônica francesa do milênio.

Já Macklemore e Ryan Lewis se juntaram a Madonna em um grande ato em nome da diversidade sexual e do casamento entre pessoas do mesmo sexo, no momento mais politizado da noite.

Veja a lista com todos os vencedores

Álbum do ano: “Random Access Memories,” Daft Punk
Gravação do ano: “Get Lucky,” Daft Punk Featuring Pharrell Williams & Nile Rodgers
Música do ano: “Royals,” Joel Little & Ella Yelich O’Connor, songwriters (Lorde)
Melhor novo artista: Macklemore & Ryan Lewis
Melhor performance solo pop: “Royals,” Lorde
Melhor performance duo ou de grupo pop: “Get Lucky,” Daft Punk Featuring Pharrell Williams & Nile Rodgers
Melhor disco de pop instrumental: “Steppin’ Out,” Herb Alpert
Melhor dissco de pop vocal: “Unorthodox Jukebox,” Bruno Mars
Melhor gravação dance: “Clarity,” Zedd Featuring Foxes
Melhor álbum de dance/eletrônica: “Random Access Memories,” Daft Punk
Melhor álbum de vocal pop tradicional: “To Be Loved,” Michael Buble
Melhor performance de rock: “Radioactive,” Imagine Dragons
Melhor perfomance de metal: “God Is Dead?” Black Sabbath
Melhor música de rock: “Cut Me Some Slack,” Dave Grohl, Paul McCartney, Krist Novoselic & Pat Smear, songwriters (Paul McCartney, Dave Grohl, Krist Novoselic, Pat Smear)
Melhor álbum de rock: “Celebration Day,” Led Zeppelin
Melhor álbum de música alternativa: “Modern Vampires Of The City,” Vampire Weekend
Melhor perfomance de R&B: “Something,” Snarky Puppy With Lalah Hathaway
Melhor perfomance de R&B tradicional: “Please Come Home,” Gary Clark Jr.
Melhor música de R&B: “Pusher Love Girl,” James Fauntleroy, Jerome Harmon, Timothy Mosley & Justin Timberlake, songwriters (Justin Timberlake)
Melhor disco de música urbana contemporânea: “Unapologetic,” Rihanna
Melhor disco de R&B: “Girl On Fire,” Alicia Keys
Melhor perfomane de rap: “Thrift Shop,” Macklemore & Ryan Lewis Featuring Wanz
Melhor rap em colaboração: “Holy Grail,” Jay Z feat. Justin Timberlake
Melhor canção de rap: “Thrift Shop,” Ben Haggerty & Ryan Lewis, songwriters (Macklemore & Ryan Lewis Featuring Wanz)
Melhor álbum de rap: “The Heist,” Macklemore & Ryan Lewis
Melhor perfomance solo country: “Wagon Wheel,” Darius Rucker
Melhor performance de duo/grupo de country: “From This Valley,” The Civil Wars
Melhor música country: “Merry Go ‘Round,” Shane McAnally, Kacey Musgraves & Josh Osborne, songwriters (Kacey Musgraves)
Melhor álbum country: “Same Trailer Different Park,” Kacey Musgraves
Melhor álbum de new age: “Love’s River,” Laura Sullivan
Melhor álbum de jazz solo improvisado: “Orbits,” Wayne Shorter, soloist
Melhor disco de jazz vocal: “Liquid Spirit,” Gregory Porter
Melhor disco de jazz instrumental: “Money Jungle: Provocative In Blue,” Terri Lyne Carrington
Melhor conjunto grande de jazz: “Night In Calisia,” Randy Brecker, Włodek Pawlik Trio & Kalisz Philharmonic
Melhor álbum de música latina: “Song For Maura,” Paquito D’Rivera And Trio Corrente
Melhor perfomance de música gospel/contemporânea: “Break Every Chain [Live],” Tasha Cobbs
Melhor música gospel: “If He Did It Before… Same God [Live],” Tye Tribbett, songwriter (Tye Tribbett)
Melhor música gospel contemporânea: “Overcomer,” David Garcia, Ben Glover & Christopher Stevens, songwriters (Mandisa)
Melhor álbum gospel: “Greater Than [Live],” Tye Tribbett
Melhor álbum de música gospel contemporânea: “Overcomer,” Mandisa
Melhor disco de latin pop: “Vida,” Draco Rosa
Melhor disco de latin rock, urbano ou alternativo: “Treinta Días,” La Santa Cecilia
Melhor disco de música regionak mexicana: “A Mi Manera,” Mariachi Divas De Cindy Shea
Melhor dissco de latino tropical: “Pacific Mambo Orchestra,” Pacific Mambo Orchestra
Melhor música americana de raiz: “Love Has Come For You,” Edie Brickell & Steve Martin, songwriters (Steve Martin & Edie Brickell)
Melhor disco de música americana de raiz: “Old Yellow Moon,” Emmylou Harris & Rodney Crowell
Melhor disco de bluegrass: “The Streets Of Baltimore,” Del McCoury Band
Melhor disco de blues: “Get Up!” Ben Harper With Charlie Musselwhite
Melhor disdo de folk: “My Favorite Picture Of You,” Guy Clark
Melhor disco de música regional de raiz: “Dockside Sessions,” Terrance Simien & The Zydeco Experience
Melhor disco de reggae: “Ziggy Marley In Concert,” Ziggy Marley
Melhor álbum infantil: “Throw A Penny In The Wishing Well,” Jennifer Gasoi
Melhor disco falado: “America Again: Re-becoming The Greatness We Never Weren’t,” Stephen Colbert
Melhor disco de comédia: “Calm Down Gurrl,” Kathy Griffin
Melhor disco de musical: “Kinky Boots”
Melhor compilação de trilha sonora para mídia visual: “Sound City: Real To Reel,” Butch Vig, compilation producer
Melhor trilha sonora para mídia visual: “Skyfall,” Thomas Newman, composer
Melhor canção escrita para mídia visual: “Skyfall,” Adele Adkins & Paul Epworth, songwriters (Adele)
Melhor composição instrumental: “Pensamientos For Solo Alto Saxophone And Chamber Orchestra,” Clare Fischer, composer (The Clare Fischer Orchestra)
Melhor arranjo instrumental: “On Green Dolphin Street,” Gordon Goodwin, arranger (Gordon Goodwin’s Big Phat Band)
Melhor arranjo instrumental para acompanhar vocalista: “Swing Low,” Gil Goldstein, arranger (Bobby McFerrin & Esperanza Spalding)
Melhor arte gráfica de disco: “Long Night Moon,” Sarah Dodds & Shauna Dodds, art directors (Reckless Kelly)
Melhor caixa ou edição limitada: “Wings Over America (Deluxe Edition),” Simon Earith & James Musgrave, art directors (Paul McCartney And Wings)
Melhor encarte: “Afro Blue Impressions (Remastered & Expanded),” Neil Tesser, album notes writer (John Coltrane)
Melhor engenharia de som em álbum: “Random Access Memories,” Peter Franco, Mick Guzauski, Florian Lagatta & Daniel Lerner, engineers; Antoine “Chab” Chabert, Bob Ludwig, mastering engineers (Daft Punk)
Produtor do ano, não-clássico: Pharrell
Melhor gravação de remix: “Summertime Sadness (Cedric Gervais Remix),” Cedric Gervais, remixer (Lana Del Rey)
Melhor álbum com surround sound : “Live Kisses,” Al Schmitt, surround mix engineer; Tommy LiPuma, surround producer (Paul McCartney)
Melhor engenharia de álbum, clássico: “Winter Morning Walks,” David Frost, Brian Losch & Tim Martyn, engineers; Tim Martyn, mastering engineer (Dawn Upshaw, Maria Schneider, Australian Chamber Orchestra & St. Paul Chamber Orchestra)
Produtor do ano, clássico: David Frost
Melhor performance de orquestra: “Sibelius: Symphonies Nos. 1 & 4,” Osmo Vänskä, conductor (Minnesota Orchestra)
Melhor gravação de ópera: “Adès: The Tempest,” Thomas Adès, conductor; Simon Keenlyside, Isabel Leonard, Audrey Luna & Alan Oke; Jay David Saks, producer (The Metropolitan Opera Orchestra; The Metropolitan Opera Chorus)
Melhor performance de coral: “Pärt: Adam’s Lament,” Tõnu Kaljuste, conductor (Tui Hirv & Rainer Vilu; Estonian Philharmonic Chamber Choir; Sinfonietta Riga & Tallinn Chamber Orchestra; Latvian Radio Choir & Vox Clamantis)
Best Chamber Music/Small Ensemble Performance: “Roomful Of Teeth,” Brad Wells & Roomful Of Teeth
Melhor solo instrumetal, clássic: “Corigliano: Conjurer – Concerto For Percussionist & String Orchestra,” Evelyn Glennie; David Alan Miller, conductor (Albany Symphony)
Best Classical Vocal Solo: “Winter Morning Walks,” Dawn Upshaw (Maria Schneider; Jay Anderson, Frank Kimbrough & Scott Robinson; Australian Chamber Orchestra & St. Paul Chamber Orchestra)
Best Classical Compendium: “Hindemith: Violinkonzert; Symphonic Metamorphosis; Konzertmusik,” Christoph Eschenbach, conductor
Melhor composição contemporânea, clássico: “Schneider, Maria: Winter Morning Walks,” Maria Schneider, composer (Dawn Upshaw, Jay Anderson, Frank Kimbrough, Scott Robinson & Australian Chamber Orchestra)
Melhor vídeo musical: “Suit & Tie,” Justin Timberlake Featuring Jay Z
Melhor filme musical: “Live Kisses,” Paul McCartney

Sem mais artigos