Um dentista canadense pretende clonar John Lennon, quando a tecnologia estiver suficientemente avançada. Michael Zuk adquiriu, em 2013, um dente molar podre do integrante dos Beatles, tendo em vista a extração do seu ADN e uma posterior clonagem.

Em entrevista ao Channel 4, Zuk garantiu que o único motivo para o seu projeto ainda não ter avançado é o fato da tecnologia necessária ainda não estar suficientemente desenvolvida. No entanto, não deixou de compartilhar os seus planos, que incluem educar o Lennon 2.0 como seu próprio filho e encorajá-lo a evitar os maus hábitos.

“Ele continuaria a ser a sua cópia exata, mas, vocês sabem, tentaria mantê-lo afastado das drogas e dos cigarros, desse tipo de coisas”, explicou.

Sobre a legalidade do processo, o dentista, afirmou: “Eu acho que posso, por causa das leis. Depende de onde você faz essas coisas. Se não puder ser feito em um país, podes sempre fazê-lo em outro”.

 

Sem mais artigos