O único barulho capaz de romper o silêncio de milhares de fãs ao redor do mundo no dia do aniversário de 25 anos da morte de Elvis Presley nesta semana será o das máquinas registradoras.

Mostrando que o poder de atração do “Rei do Rock” continua de vento em popa, a Associação da Indústria de Gravação da América (RIAA, na sigla em inglês) anunciou na segunda-feira que as vendas totais do astro chegaram aos 100 milhões de álbuns nos Estados Unidos, ultrapassando os 80 milhões da contagem anterior.

O dado coloca o cantor atrás apenas dos Beatles, que venderam 165 milhões de unidades no mercado norte-americano, e dos roqueiros do Led Zeppelin e do astro country Garth Brooks, que venderam, cada um, 105 milhões de discos.

Na contagem regressiva para o dia 16 de agosto, 25o aniversário da morte de Presley, o marketing da “Elvis-mania” continua a faturar, principalmente devido ao diversos tributos póstumos que estão sendo planejados não apenas nas proximidades da residência do astro, Graceland, em Memphis, mas também ao redor do mundo e pela Internet.

Um remix da música de 1960 “A Little Less Conversation” recentemente ocupou o topo das paradas nos Estados Unidos e no Reino Unido.

Além disso, a gravadora RCA pretende lançar em setembro a coletânea “Elvis 30 No 1 Hits”, com 30 sucessos que chegaram ao pódio da indústria musical e que especialistas esperam que possa vender milhões de cópias.

“Alcançar tudo isso agora é o tributo perfeito à lendária carreira de Elvis Presley”, disse a presidente-executiva da RIAA, Hilary Rosen, referindo-se às vendas totais de 100 milhões de cópias. “Ele foi e sempre será um ícone cultural e musical da América. Nós sabíamos há muito tempo que, devido aos dados dispersos das vendas dos primeiros anos da carreira de Elvis, o volume real de vendagem não era preciso”, acrescentou.

É de Presley o recorde de maior número de sucessos que chegaram ao topo das paradas, o maior número de singles no top 10 e o maior número de semanas em primeiro lugar, de acordo com a revista especializada Billboard.

A RIAA disse que vai continuar a trabalhar próxima à RCA, gravadora de Presley, para supervisionar as vendas.

Entre os álbuns de maior sucesso do Rei estão “Heart and Soul”, “The Rock ‘n’ Roll Era”, “It’s Christmas Time”, “Platinum: A Life In Music” e “The Legend Lives On”.

Ao todo, Presley recebeu 88 discos de ouro (vendendo ao menos 500 mil unidades), 45 dos quais se tornaram discos de platina (pelo menos 1 milhão de cópias), 22 deles tendo o status de multiplatina (dois milhões de unidades ou mais), informou a RIAA.

O álbum de maior venda do cantor é “Elvis’ Christmas Album”, que vendeu mais de sete milhões de cópias, de acordo com a RIAA.

Sem mais artigos