Foto: Cleiby Trevisan

Em meio a shows dançantes, bom humor e uma noite de glamour, típicas de uma premiação do porte do MTV Miaw 2020, Djonga chegou trazendo realidade e todo seu poder à performance mais necessária do evento.

Mano Brown foi quem introduziu a apresentação, que começou com os três bailarinos caídos no chão, com o que parecia ser sangue em seus corpos, como se tivessem sido baleados. E então, a introdução de “O Cara de Óculos” invade a cena, o trio se limpa do sangue e se reergue.

Foto: Cleiby Trevisan

Djonga realizou a apresentação no topo de um edifício, em São Paulo.

Após “O Cara de Óculos”, ele emendou “Oto Patamá”. Ambas as faixas pertencem ao álbum “Histórias da Minha Área”, lançado neste ano. Durante a música, o trio de bailarinos vestiu camisetas com as palavras “parem de nos matar”.

Djonga então fechou a apresentação com a clássica “Olho de Tigre”, com os dançarinos sentando em seus tronos e vestindo suas coroas. E ele só poderia finalizar a performance com uma frase: “fogo nos racistas”.

O show foi seguido da categoria Transforma MIAW Vidas Pretas Importam, que homenageou Noca da Portela.

Foto: Cleiby Trevisan

Confira um trecho da apresentação:

Sem mais artigos