A empresa Furacão 2000 Produções Artísticas vai ter que pagar 500 mil reais pelo lançamento da música Um Tapinha Não Dói. A multa foi enviada pela Justiça Federal de Porto Alegre que alegou que a canção estimula a violência e a sociedade a inferiozar a mulher.

A ação foi movida há sete anos pelo MPF (Ministério Público Federal) e pela ONG (organização não-governamental) Themis Assessoria Jurídica. Essas entidades sustentaram a idéia de que a letra da ‘canção’ justifica a violência masculina sobre a mulher a partir de seu comportamento sexual.

Ainda, a ONG e MPF alegaram que a liberdade de expressão não é um direito absoluto, visto que na Constituição ela não pode ferir o princípio da dignidade.

A multa será revertida ao Fundo Federal de Defesa dos Direitos.

+Nasi conta sobre nova banda e participação no cinema

+ As bandas de Gales: Funeral For a Friend, Stereophonics e mais!

+ BaixaHits: baixe as músicas da parada para o seu PC

Dói, sim! Produtores do hit 'Um Tapinha não dói' são processados

Sem mais artigos