Ed Lincoln, o compositor e arranjador que ajudou a moldar o samba-rock, morreu de insuficiência respiratória na segunda-feira (16), aos 80 anos. 

 

Licoln nasceu em Fortaleza, e mudou para o Rio de Janeiro aos 19 anos. A carreira artística começou em 1955, com o lançamento de Uma Noite no Plaza, com Luiz Eça e Paulo Ney, e do disco de 78 rotações Amanhã Eu Vou/Nunca Mais.

Ao todo, foram quase vinte lançamentos em meio século de carreira. No ano passado, a gravadora Discobertas lançou o box O Rei dos Bailes, que reúne seis discos lançados pelo compositor na década de 1960.

Multi-instrumentista, Licoln começou como baixista, mas migrou para o piano e tornou-se referência na utilização do órgão Hammond, cuja sonoridade marcou a evolução da MPB nas décadas seguintes.

O músico foi enterrado nesta terça-feira (17), no Cemitério São João Batista, em Botafogo, Zona Sul do Rio de Janeiro.

Sem mais artigos