O cantor russo Eduard Khil, que virou sensação na internet depois de aparecer em um vídeo conhecido no Brasil como Trololó, morreu nesta segunda-feira em um hospital de São Petersburgo, na Rússia, vítima de um derrame cerebral.

O presidente russo, Vladimir Putin, expressou suas condolências à família do cantor, de 77 anos, que fez bastante sucesso nas décadas de 1960 e 70, mas caiu no ostracismo após o fim da União Soviética.

Khil virou sensação na internet em 2010, quando um vídeo com o cantor interpretando a canção “Eu estou feliz porque estou voltando para casa” se tornou viral ao ser publicado no YouTube e registrou mais de dois milhões de visualizações em poucos dias.

A canção foi composta pelo músico soviético Arkadi Ostrovski e a letra original falava de um caubói do estado americano de Kentucky que passeava pelas pradarias enquanto sua amada costurava meias para ele.

No entanto, a censura soviética daquela época considerou inaceitável semelhante texto em plena Guerra Fria com os Estados Unidos e proibiu sua interpretação em público.

Por esse motivo, Khil, barítono formado pelo Conservatório de Leningrado (atual São Petersburgo) e artista honorífico da União Soviética, optou por interpretar a canção sem articular sequer uma palavra.



Sem mais artigos