Apesar de o calendário apontar que já tem 73 anos, o cantor Roberto Carlos afirmou nesta quinta-feira em entrevista coletiva no México, onde está para lançar um novo disco em espanhol, que “jamais” pensou em se aposentar.

“Sei que há um momento em que você chega e diz ‘é o momento de parar’, mas não pensei nisto. Eu tenho a esperança que isto não vai acontecer nunca, e me vejo sempre cantando”, declarou o cantor.

Roberto Carlos comentou que um dos segredos da longevidade profissional é seguir tendo essa necessidade de “sempre fazer uma canção de amor melhor que anterior”.

No entanto, o Rei também admitiu que se preocupa muito com a saúde. “Me cuido, não posso negar, faço exercícios e sou adepto da medicina ultramolecular”, lembrou.

Após dezenas de milhões de discos vendidos no mundo, o cantor está na Cidade do México para apresentar “Este tipo soy yo”, um álbum de canções inéditas nas quais o amor continua sendo o protagonista.

“Eu faço canções de amor, acho que o amor é eterno e está sempre presente ao longo do tempo”, comentou Roberto Carlos, que acredita que a universalidade deste sentimento é a razão para que tenha fãs de todas as idades.

Embora em sua vida tenha passado por fatos trágicos como a doença terminal de sua última esposa e o diagnóstico de transtorno obsessivo compulsivo que padece, o cantor garante que não mudou sua maneira de sentir.

“Não mudei minha maneira de viver nem de sentir, continuo igual. Tenho mais experiência, sou mais conhecedor da vida e uso isso para viver melhor, para entender melhor as coisas, para lutar mais pelas coisas”, ressaltou.

O cantor destacou ainda que entre seus planos futuros está escrever sua biografia, algo que já começou a fazer por meio da gravação de sua vida em áudio.

Roberto Carlos está no México para uma turnê de shows que começa amanhã no Auditório Nacional da capital mexicana e que incluirá cidades como Veracruz e Guadalajara.

Sem mais artigos