Emeli Sandé e Rita Ora: conheça as duas novas sensações da música britânica

Emeli Sandé (esq.) e Rita Ora

Desde que a carreira de Adele começou a andar em marcha lenta – primeiro por causa de problemas de saúde, e agora porque a cantora está grávida – o Reino Unido procura a próxima herdeira do sucesso arrebatador de 21, o segundo álbum de Adele, que já vendeu mais de 20 milhões de cópias.

O segundo semestre de 2012 trouxe duas candidatas, ambas muito bem recebidas pelo público inglês até agora: Emeli Sandé e Rita Ora, as mais recentes ocupantes do primeiro lugar das paradas britânicas.

A escocesa Emeli Sandé veio primeiro. Inclusive, seu primeiro nome é Adele, nome deixado de lado para evitar confusão com a cantora de Rolling In the Deep. Seu primeiro álbum, Our Version of Events, foi lançado em fevereiro deste ano, e explodiu após a performance de Emeli na cerimônia de encerramento dos Jogos Olímpicos de Londres, em agosto.

Com um timbre de voz que lembra o de Beyoncé, Emeli aposta na sonoridade orgânica que levou Adele e Amy Winehouse ao estrelato, preferindo instrumentos reais a batidas e sintetizadores programados em computador. Os maiores hits de Emeli são Daddy e Next To Me, e uma nova versão do álbum, com três faixas extras, será lançada em outubro.

O sucesso de Rita Ora foi mais rápido que o de Emeli. O álbum de estreia da iugoslava criada em Londres, Ora, foi lançado na semana passada, e tirou imediatamente o de Emeli do primeiro lugar. Rita se diz influenciada por cantoras como Gwen Stefani, Madonna, Christina Aguilera e Tina Turner, mas a comparação com Rihanna é inevitável.

Musicalmente, Rita também não fica muito distante da ex de Chris Brown. Ora é repleto de canções pop pré-fabricadas para as pistas e as paradas de sucesso, com referências ao que há de mais moderno na música eletrônica. O single R.I.P., por exemplo, é claramente inspirado nas batidas de dubstep popularizadas no último ano – e para aumentar a controvérsia, há boatos de que a faixa foi rejeitada por Rihanna antes de ser gravada por Rita.

Ainda é cedo para dizer se Emeli Sandé ou Rita Ora se tornarão fenômenos culturais como Adele, especialmente em um momento em que é cada vez mais difícil atingir um grande sucesso no mercado musical. Mas opções com certeza não faltam para os fãs de música pop.

Emeli Sandé e Rita Ora: conheça as duas novas sensações da música britânica

Sem mais artigos