Pessoal, podem tirar a calça boca de sino do armário e dar um tapa no visual com aquela brilhantina guardada no banheiro, pois a disco music está de volta! Como sabemos? A novela Boogie Oogie, que estreia hoje na Rede Globo, vem aí para fazer todo mundo dançar que nem naquela época de festas sem fim da década de setenta.

Para não ficarmos de fora da moda, fomos atrás das músicas que tocam na trilha sonora da novela. Então, veja abaixo e esteja por dentro para chegar arrasando na pista!

 

Boogie Oogie Oogie, do A Taste of Honey foi um marco na era da disco music, isso lá pelos anos de 1978. A música também dá nome à novela. 

 

 

Que clima gostoso é Got To Be Real, da americana Cheryl Lynn, hein? É o momento perfeito para pegar um drink e dar aquela paquerada pela pista. 

 

 

Na década de 1970 o The Trammps botou todo mundo para dançar. A música Disco Inferno não deixava ninguém ficar parado com o refrão ‘Burn, Baby, Burn’. Ouça aí!

 

 

Em 1979, Anita Ward apavorava na pista com Ring My Bell. É um hit instantâneo em discotecagens disco music. Vai na fé!

 

 

Imagine tocar If I Can’t Have You, de Yvonne Elliman, no fim do baile? Não há coração que aguente. A música é propícia para embalar momentos de corações partidos da novela.

 

O hit Fantasy, do Earth, Wind & Fire, não pode faltar em uma boa festa disco. É o momento em que a galera se liberta na pista. Irresistível!

 

1979 foi o ano! Lipps Inc., da vocalista Cynthia Jhonson, apareceu com Funky Town e hipnotizou todo mundo com seu tecladinho marcante. 

 

 

Heart Of Glass, do Blondie, nunca deixou de ser um hit poderoso na pista. Qualquer festa que a música toque é sucesso absoluto. Debbie Harry é nossa deusa e nada nos faltará!

 

 

Em 1978, Sylvester arrasava com sua voz. You Make Me Fell (Mighty Real) é uma prova disso. Ouça e saiba do que estamos falando. Só não vale ficar parado.

 

 

Se você gosta do que o Daft Punk anda fazendo recentemente, vai gostar de cara de Street Life, da Randy Crawford. Sente o tecladinho seguido por um sax bem no meio da música. Que vibe!

 

 

Momento ápice da noite: That’s The Way (I Like It), do KC and The Sunshine Band. Quando tocar essa música não pense em nada mais que não seja requebrar o esqueleto na pista. Funciona que é uma beleza!

 

 

 

O nome da música já diz tudo; Celebration, da banda de jazz-funk-soul Kool and The Gang, é outro hit da disco music e promove a festa que nunca termina. Um retrato daquela época!

 

 

Bom, depois de uma longa noite de paquera todo mundo sabe o que acontece. Então embale seu fim de noite romântica ao som de Just The Way You Are, de Barry White. É a voz da sedução!

 

 

A deusa da disco-soul-r&b Diana Ross embalou vários bailes com Love Hangover. Música que não poderia faltar na trilha de Boogie Oogie.

 

 

A rainha das pistas no Brasil foi Lady Zu. A Noite Vai Chegar não faltava em discotecagens tupiniquins e tem tudo a ver com o clima da novela.

 

 

Não teria melhor jeito de terminar a trilha do que As Dores do Mundo, do cantor Hyldon. Um clássico da MPB que embalava momentos de romance, lá pelos tempos de 1975.

 

 

Sem mais artigos