gorillaz-tour-2017-00

(Foto: divulgação) Goriillaz

Direto da Inglaterra, o personagem animado 2D, vocalista do Gorillaz, falou com o Virgula sobre o único e histórico show que o grupo fará no Brasil nesta sexta, 30 de março, no Jockey Club, em São Paulo. “Estou muito ansioso para conhecer o povo brasileiro. Ouvi dizer que vocês aí são realmente legais”, diz o cantor. Em 20 anos de carreira, será a primeira vez que a banda vem ao nosso país.

É conhecido que, na vida real, de carne e osso, o Gorillaz é formado por Damon Albarn, vocalista do Blur e único integrante fixo da banda, e Jamie Hewllet, ilustrador e cocriador da história em quadrinhos Tank Girl. Durante toda a carreira, os dois tiveram diversos músicos famosos colaborando nas canções e nos shows, mas são quatro integrantes fixos ilustrados que dão às caras ao grupo: 2D, Murdoc, Noodle e Russel.

Com essa ideia, o grupo virtual gravou cinco álbuns e vendeu aproximadamente 15 milhões de cópias em todo o mundo. Também coleciona algumas indicações ao Grammy Awards, sendo que em 2006 levou a estatueta de ‘Melhor Colaboração Pop’ na premiação.

Voltando à nossa conversa com 2D, no melhor estilo Roger Rabbit em que humanos interagem com desenhos na maior naturalidade, o integrante mostra que a empolgação em visitar o nosso país é grande, porém é um mal conhecedor geográfico, ou fanfarrão mesmo. “Eu não curto muito o clima frio. Murdoc me alertou sobre as tempestades de neve e o clima abaixo de zero que estão rolando no Brasil”, diz ele.

O astro também revela de onde vem a sua principal inspiração musical: “Sou um cara que curte Alvin e Os Esquilos”, e comenta sobre Noel Gallagher, que participou na música We Got The Power, do álbum Humanz, de 2017: “Ele tem bastante pelos na cabeça. É um cara ótimo”. 

Confira o papo divertido abaixo:

310817_gorillaz-1

(Foto: divulgação) Gorillaz visita o ‘Beco do Batman’, em São Paulo

 Virgula: Olá, 2D. Como você está?

2D: Ei, prazer em conhecê-lo. É sempre bom ter alguém para conversar.

Com anda a sua expectativa para o Brasil?

Estou muito ansioso para conhecer o povo brasileiro Ouvi dizer que vocês aí são realmente legais, embora eu não curta muito o clima frio. Murdoc me alertou sobre as tempestades de neve e o clima abaixo de zero que estão rolando aí. Precisei assaltar a minha poupança e comprar sapatos para neve e jaquetas especiais. Irei preparado.

Ok. E o que estão armando para o show do Gorillaz em São Paulo?

Ah, eu não posso lhe dizer nada porque os outros nunca me dizem nada. Tudo o que posso revelar é que vou tentar fazer um bom show e usar a minha melhor roupa (os sapatos de neve e a jaqueta inclusos).

O Gorillaz tem muitos hits. Qual deles não pode faltar nos shows?

As pessoas sempre gostam de ouvir ‘Feel Good Inc.’ e ‘Clint Eastwood’. Eu acho que porque eles conhecem bem e podem cantar junto. Eu sou igual quando ouço a ópera ”Der Ring des Nibelungen’, de Richard Wagner, ou ‘Macarena’.

O que você acha de bandas clássicas como Josie e As Gatinhas, Tutubarão e Os Netunos ou Os Impossíveis?

Eu sempre fui mais um cara de Alvin e Os Esquilos.

Quem são os seus heróis na música?

Ah, meus heróis são desconhecidos, pessoas que trazem sanduíches para o estúdio ou limpam o meu vômito. Outros heróis são os meus instrumentos, principalmente os microfones. Uma vez construi um incrível sintetizador chamado Cynthia. Nós tivemos muitos bons momentos juntos, até que ela tornou-se consciente e tentou dominar o mundo.

Qual é o integrante do Gorillaz mais insuportável?

Murdoc, com certeza! É a pessoa mais difícil de se conviver em qualquer parte do planeta. Ele é ainda pior quando estamos na estrada. Como sente falta de casa, ele acaba descontando em nós. E também chora muito. Mas ele é muito quieto em alguns momentos, o que é bom.

Não é estranho quando você está no palco, olha para o público e vê apenas humanos?

Não me importo com isso. Me preocupo com o Russel, o nosso baterista. Ele vê muitos planos dimensionais e quando olha para o público, não enxerga só humanos, ele vê todos os nossos traseiros, zumbis, fantasmas, demônios, macacos do inferno, vermes que comem a alma e um poltergeist realmente chato chamado Neil, que insiste em puxar as minhas calças para baixo.

Poltergeist chamado Neil?

Exato! Neil, se você está lendo isso, por favor, pare!

2D-and-Murdoc-920x584

(Foto: divulgação) Murdoc e 2D

Noel Gallagher tocou na música We Got The Power. Foi difícil trabalhar com ele? Ele é realmente um cara ranzinza?

Não, ele é muito fácil de se trabalhar. É um cara ótimo e tem bastante pelos na cabeça. 

Você acha que o samba poderia funcionar com o som do Gorillaz um dia?

O Gorillaz pode fazer qualquer coisa, mas espere, deixe-me ouvir aqui … Sim, eu apertei o botão ‘samba’ no meu teclado e parece ótimo. Vou  compor algo nesse estilo. 

Diga uma frase, uma mensagem de sabedoria, qualquer coisa.

Bem, o que aprendi sobre a vida é que não podemos esperar muito. Quando criança, eu sonhava em trabalhar em algum parque de diversões de Eastbourne, mas acabei virando um popstar famoso.

Para finalizar, o que você mais gostaria de fazer no seu tempo livre no Brasil?

Estou ansioso pelo esqui.

Gorillaz

SERVIÇO:

Show: Gorillaz

Quando: 30 de março (sexta-feira), às 21h
Onde: Jockey Club – Av. Lineu de Paula Machado, 1263, Cidade Jardim , São Paulo
Ingressos: premier.ticketsforfun.com.br

Sem mais artigos