Em entrevista ao site do canal de TV americano Fuse, Eric Erlandson, ex-guitarrista do Hole, revelou que Kurt Cobain planejava lançar um disco solo baseado em canções acústicas.

Cobain se matou com uma dose letal de heroína e um tiro de espingarda em 5 de abril de 1994. Ele tinha 27 anos. Erlandson se tornou amigo próximo de Cobain por causa do casamento do ex-Nirvana com a vocalista do Hole, Courtney Love.

Eric vai lançar um livro de memórias em breve, e em entrevista ao Fuse, destacou as gravações caseiras feitas por Cobain pouco antes do suicídio.

Segundo o músico, Kurt planejava desenvolver as novas canções em parceria com diversos convidados, e não necessariamente planejava incluir Krist Novoselic e Dave Grohl, os outros integrantes do Nirvana, no trabalho.

“[As novas músicas de Kurt] seguiam por um caminho que era bem legal. Seria o Álbum Branco dele”, comparou Erlandson, fazendo referência ao disco duplo lançado em 1968 pelos Beatles, que reúnia diversas composições solo dos integrantes da banda com várias participações especiais.

“Era isso que ele buscava, um álbum solo mas com várias pessoas diferentes. Eu fiquei muito animado com algumas músicas que ele me mostrou. Eu tive a chance de vê-lo tocar algumas delas na minha frente. Foi por isso que que fiquei tão triste [com a morte de Cobain]”, detalhou.

“Eu me senti tipo, ‘Cara, você não só interrompeu a sua vida, como também uma mensagem para o mundo, e nos deixou com coisas como [a banda de pós-grunge] Bush e todas essas coisas. Quem sabe onde a música dele teria chegado”.

Erlandson ainda contou que, entre as gravações, há um cover de uma banda famosa, mas não quis contar qual é. “Há um cover… Não vou dizer qual. Não sou dono das gravações. Mas espero que elas sejam lançadas para os fãs algum dia. É de cortar o coração”.

“Eu ouvi conversas sobre lançarem algumas coisas acústicas [de Kurt], que seriam ainda mais intimistas que as lançadas no box set [With The Lights Out, de 2004]”, comemorou. “Imagina só. Eu gostaria que alguém fizesse isso. Acho que os fãs dele ficariam muito felizes. Se ninguém nunca mais ouvir essas músicas, a não ser por três pessoas no mundo todo, então… Assim será”.

Sem mais artigos