Chester Bennington morreu nesta quarta

Sérgio Fernandes/Virgula Chester Bennington morreu nesta quarta

Chester Bennington foi a voz do rock americano nos anos 2000. Seus gritos nos vocais do Linkin Park encantaram uma geração que, no mundo todo, esperava ansiosa por poder vê-lo se apresentar ali, em cima do palco, bem na sua frente.

O Brasil teve essa chance pela primeira vez em 2004 e, pela última, em março deste ano.

Isso porque, segundo o site TMZ, o cantor se enforcou e tirou a própria vida nesta quinta-feira (20). Ele tinha 41 anos, seis filhos e era casado.

Chester por anos lutou contra drogas e álcool. Chegou a falar em se matar por ter sido abusado sexualmente quando criança, segundo ele mesmo revelou em entrevista no ano passado.

Chester Bennington: ídolo de uma geração

Reprodução/Facebook Chester Bennington: ídolo de uma geração

Também era muito próximo de Chris Cornell, que também se suicidou em maio, o que teria causado danos psicológicos irreversíveis no astro.

O poder de um ícone que emocionou e empolgou o público em canções como Crawling, Numb, Faint, In The End, Somewhere I Belong e tantas outras, foi visto através das redes sociais em todo o mundo nesta tarde, quando milhares de pessoas se mostraram incrédulas com a notícia.

Sem mais artigos