Taylor Swift (Créditos: Getty Images)

Taylor Swift (Créditos: Getty Images)

Taylor Swift está mesmo poderosíssima. Depois de dominar o Billboard Music Awards, que aconteceu neste domingo (17), levando nada menos do que 8 prêmios e lançando na mesma noite o tão esperado clipe de Bad Blood, a cantora agora está na capa da revista Maxim por um ótimo motivo: ela é a nº 1 da lista Hot 100 da publicação. Achou pouco? Taylor não deixou a oportunidade passar e aproveitou pra falar sobre feminismo! You go, girl <3

Taylor Swift na capa da Maxim

“Honestamente, eu não tinha uma definição exata do que era feminismo quando era mais nova”, explicou Taylor para a revista. “Eu não me vi sendo reprimida até me tornar uma mulher. Nem os padrões duplos nas notícias, no jeito que as histórias são contadas, no jeito que as coisas são percebidas”. Ela também comentou sobre as visões diferentes que a sociedade tem de quando um homem escreve sobre seus sentimentos e de quando uma mulher faz exatamente a mesma coisa: enquanto ele é visto como corajoso, ela está exagerando ou reclamando demais.

A cantora ainda disse que, para ela, “o feminismo é provavelmente o movimento mais importante que dá para se envolver, porque ele é basicamente outra palavra para igualdade”. Força pra continuar lutando contra o machismo, Taylor!

Sem mais artigos