Para Ferrugem, o samba é “atemporal”

Em entrevista ao jornalista Daniel Palomares, do Splash, do UOL, o cantor Ferrugem defendeu o romantismo nas letras das músicas e afirmou que, na sua concepção, “o samba não precisa se modernizar” porque, na verdade, nunca sai de moda.

“O samba é atemporal, ele não precisa se modernizar. Ele se renova constantemente sem perder suas características. Sempre aparecem novos cantores […]”, disse o cantor.

Ferrugem também falou sobre suas composições e a cena romântica presente nelas. “Romantismo nunca sai de moda […]. Falo de romances que dão certo. Não gosto muito de falar de término, separação, chifre”, afirmou.

“Eu sou um cara que me declaro, gosto de dizer o quanto eu sou apaixonado pela minha mulher. O romantismo se estende para os meu amigos, minha família, todo mundo que me dá amor”, concluiu.

Sem mais artigos