A fita demo que rendeu o primeiro contrato dos Beatles com a gravadora EMI, em 1962, será leiloada na próxima terça-feira (27) em Londres com um lance inicial de US$ 47,8 mil, informou nesta sexta-feira o jornal britânico The Times.

Em um primeiro momento, o quarteto de Liverpool enviou essa fita demo a Dick Rowe, caça talentos da gravadora britânica Decca, que, em uma insólita decisão, rejeitou o material por considerar que “os grupos de guitarras estavam saindo de moda”.

Pouco depois, no entanto, Rowe teve tempo de superar esse deslize e salvar sua reputação como caça talentos ao assinar um contrato com os Rolling Stones. Os Beatles gravaram essa fita demo no reveillon de 1961, após uma viagem de dez horas de Liverpool a Londres, na qual, inclusive, o motorista se perdeu.

A fita contém 13 canções interpretadas por três dos quatro integrantes que formavam os Beatles após o contrato com a EMI (John Lennon, Paul McCartney e George Harrison), além do baterista Pete Best, que seria substituído pouco mais tarde por Ringo Starr.

O representante da banda na ocasião, Brian Epstein, guardou a gravação rejeitada por Rowe e, posteriormente, encaminhou a um diretor associado com a EMI. Mais tarde, já em 2002, essa mesma demo foi encontrada e adquirida por um comerciante especializado em objetos da história da música.

Ted Owen, diretor-geral da Fame Bureau, companhia que possui a gravação atualmente, assegura que seu valor foi calculado a partir do preço que alcançaram outras demos de artistas como Elvis Presley e Jimi Hendrix. Segundo Owen, a fita “é única, enquanto a qualidade do som é cristalina”. 

Sem mais artigos