Após a apresentação dos goianos do Boogarins, que agora contam com o reforço extra do baterista Ynaiã Benthroldo (ex-Macaco Bong), os fãs do Franz Ferdinand se apertaram na frente do palco do Espaço das Américas, em São Paulo, para conferir a nova turnê dos escoceses, nesta terça (30 de setembro). O público não era dos mais volumosos, mas quem estava lá não se importava com os ‘buracos’ na plateia, pois queriam mesmo se divertir e cantar (mais uma vez) todas as músicas, já que é a sétima passagem da banda pelo país.  

O grupo de Alex Kapranos chegou pisando no acelerador. Da terceira marcha, engataram a quarta e a quinta com facilidade. Foram hits atrás de hits que não deixaram a apresentação cair em nenhum momento. The Dark of The Matinée, Do You Want To, Michael, Walk Away e Take Me Out estavam lá, para serem dançadas e cantadas em uníssono. E foi o que aconteceu. Do último disco, Right Thoughts, Right Words, Right Action, de 2013, as canções Love Illumination, Evil Eye e Stand on The Horizon se encaixaram perfeitamente entre tantas outras conhecidas.

               

Em Brief Encounters, a banda se reuniu em volta da bateria e fez um batuque de dar inveja a qualquer conhecedor do Olodum, e o final aconteceu com uma longa versão de This Fire. Com shows eletrizantes como esse, o Franz Ferdinand mostrou que ainda tem pique de sobra. Não alcançaram o posto ‘mainstream’ de bandas irmãs dos anos 2000, como Strokes e Arctic Monkeys, mas estão envelhecendo bem, conseguindo manter a chama acesa, ou seja; os fãs fieis. 

Sente a vibe do show:

 

Sem mais artigos