O Free Jazz Festival, um dos maiores eventos de música do país, foi cancelado devido à instabilidade do dólar, segundo divulgou a assessoria da empresa patrocinadora, a Souza Cruz, nesta segunda-feira.

De acordo com o comunicado, o cancelamento é definitivo e aconteceu por causa da “imprevisibilidade do dólar registrada nas últimas semanas”, o que tornou inviável a manutenção da qualidade das atrações do Free Jazz.

O festival, que teria sua 17a e última edição este ano, estava agendado para outubro em São Paulo e no Rio de Janeiro.

Na semana passada, porém, uma reportagem do jornal O Globo já havia anunciado que o Free Jazz não iria acontecer na capital carioca. Nesta segunda-feira, o festival foi cancelado por completo.

O Free Jazz estava sendo aguardado como o principal evento de música de 2002. Por causa da lei que proíbe o patrocínio cultural por empresas de cigarro como a Souza Cruz, o festival prometia terminar em outubro com artistas de peso.

Rumores da imprensa especializada falavam da vinda da banda britânica Radiohead e da norte-americana The Strokes.

Em 2001, entre as 39 atrações presentes nos três dias de evento, vieram ao Brasil Belle & Sebastian, Fatboy Slim e Macy Gray.

A Souza Cruz era única patrocinadora desde a criação do evento em 1985 e, segundo fontes do mercado, a empresa investiria este ano cerca de 70 a 80 por cento de sua verba destinada à cultura.

Sem mais artigos