O cantor britânico George Michael deixou o hospital depois de ter sido internado há uma semana por causas não reveladas e está “bem e descansando”, informou nesta quinta-feira (29) um porta-voz do músico.

O ex-integrante do grupo Wham!, de 50 anos, foi atendido na quinta-feira passada por duas ambulâncias em sua mansão do norte de Londres depois que um amigo acionou os serviços de emergência, por motivo não revelado.

“Em resposta ao que os jornais estão publicando hoje, podemos confirmar que George foi internado no hospital em 22 de maio. Lhe deram alta no fim de semana passado e está bem e descansando”, informou o representante do cantor.

Seu agente acrescentou que Michael, cujo nome real é Georgios Kyriacos Panayiotou, “tem muitíssima vontade de lançar seu novo single em julho”.

Além disso, esclareceu que, “devido à natureza pessoal do assunto, não serão feitos mais comentários”.

Não é a primeira vez que o cantor vira notícia por sua saúde, já que em maio de 2013 precisou receber tratamento hospitalar após sofrer um acidente de trânsito pelo qual teve que ser levado de helicóptero ao hospital quando seu carro bateue bater a cabeça.

No final de 2011, o astro pop teve pneumonia, que o manteve várias semanas internado em Viena, e quase morreu.

Michael, autor de sucessos como Careless Whisper, Faith e Freedom, também já estampou várias capas por escândalos com as drogas.

O músico foi condenado a oito semanas de prisão em setembro de 2010 após ter protagonizado um incidente em julho do mesmo ano ao estrelar seu veículo contra uma loja de Londres.

Antes, já havia sido proibido de dirigir por cinco anos após ter dirigido sob efeito das drogas, e por portar maconha.

Sem mais artigos