George Michael não soube mesmo levar na esportiva as críticas à sua nova música, uma cover de True Faith, do New Order.

A versão de Michael vem carregada de auto-tune, o software de afinação e modulação de voz. O uso da ferramenta causou estranheza porque Michael é visto como um cantor que não precisa de tais “ajudas” da tecnologia.

Michael usou o Twitter para atacar os “odiadores e jornalista” que estariam tentando “matar a música”. A faixa foi gravada para ação beneficente.

E não economizou nos palavrões: “Tipo f***-se isso, porque p***a eu procuria encrenca falando palavrão numa p***a de site público… vergonha para vocês na p***a do [jornal inglês] The Guardian. Seus c**ões m***as p***s totais.”

Além deste, foram vários twits carregados de mais expressões chulas. 

No final, a conclusão irônica: “Que chocante, essa p***a FUNCIONA!! Mil novos seguidores em alguns minutos… Meus números subiram!! Em que mundo vivemos…. (do c***lho heh heh)…”

Assista o vídeo abaixo e dê sua opinião:

Sem mais artigos