O cantor Gilberto Gil afirmou estar curioso para conhecer melhor a cidade colombiana de Medellín e sua comida, embora tenha ressaltado que esta pode ser “perigosa” por não estar acostumado com os temperos locais.

“Sei de algumas histórias e tenho referências de Medellín, mas nunca estive aqui. Tenho curiosidade. Me falaram da comida”, disse Gil nesta segunda-feira (10) em entrevista coletiva prévia à sua apresentação no Teatro Metropolitano.

O ex-ministro declarou que lhe pediram para ter cuidado com “la bandeja paisa”, um prato típico da região feito com arroz, ovo, chouriço e carnes de vaca e porco.

Sobre o show, o cantor, que completou 70 anos em junho, destacou que apresentará um repertório que inclui canções que representam “uma maneira particular e pessoal de tocar o violão, com várias homenagens a grandes mestres como Caetano Veloso“.

No meio de uma conversa relaxada, Gil, que também se apresentará em Bogotá, lembrou que desde criança sempre quis ser músico e que sua mãe o mandou à escola de música quando tinha apenas 10 anos e que o primeiro instrumento que aprendeu a tocar foi o acordeão.

Ao lembrar sua passagem pelo Ministério de Cultura durante o mandato de Luiz Inácio Lula da Silva, o cantor lembrou que foi convidado pelo presidente “a fazer um trabalho de gerência relacionado com projetos de troca com a sociedade”.

Destacou que no momento em que foi nomeado por Lula como ministro perguntou o que o presidente esperava dele e este respondeu que esperava que fizesse “o mesmo que faz no palco”.

Sem mais artigos