XL, a gravadora britânica responsável pelo lançamento dos dois álbuns de Adele, revelou ter atingido lucro recorde de US$ 67 milhões – cerca de R$ 136 milhões – em 2011. E o responsável por esse sucesso é 21, o segundo álbum da cantora.
 

Em 2011, a XL teve receita de US$ 181 milhões, 400% a mais do que os US$ 36 milhões em 2010, ano em que Adele não lançou nenhuma novidade. Os números não incluem os ganhos de Adele com direitos autorais e contratos de shows.

Em declaração ao The New York Times, Martin Mills, o presidente do Beggars Group – empresa que controla a XL – revelou que Adele é certamente a responsável pelo êxito financeiro da companhia.

“Vendemos 25 milhões de cópias de 21 em todo o mundo. E quando você vende tantos discos assim, todos ganham dinheiro. Não só Adele e a gravadora, mas os distribuidores e as lojas, também”, disse.
 

Mas o empresário acredita que a gravadora deve ser cautelosa nos próximos anos, especialmente porque o terceiro álbum de Adele não deve sair tão cedo.
 

“O próximo álbum de Adele pode ser lançado somente daqui a alguns anos, e é impossível projetar quantas cópias serão vendidas. Nós, no entanto, consideramos os números deste ano excepcionais”, declarou.
 

Recentemente Adele lançou Skyfall, tema oficial do novo filme do agente secreto James Bond, Operação: Skyfall.
 

Sem mais artigos