Um novo epsódio na disputa de milhões que envolve o nome de Michael JacksonTrês anos após a morte do cantor, seus três filhos, Prince Jackson I, Paris Jackson Prince Jackson II, além dda mãe do cantor, Katherine, estão pedindo uma indenização de mais de R$ 80 bilhões à AEG, empresa responsável pela turnê This is It

Segundo informações do site TMZ, a família acusa a promotora de eventos de ter contratado o médico Conrad Murray, responsável por aplicar uma injeção com um calmante intitulado Propofol, que levou o Rei do Pop ao óbito por overdose. Os herdeiros de Michael afirmam que a produtora drogava o astro para que ele conseguisse ensaiar para a turnê que não chegou a realizar. 

O advogada contratado pela família afirma em processo que a empresa deve pagar R$20 bilhões referentes ao que Michael Jackson teria faturado se estivesse vivo. Além disso, pedem um adicional de mais de R$100 milhões por outros danos. A AEG, por outro lado, afirma que a quantia é absurda, já que a carreira de Jackson estava em decadência e os shows não estavam esgotados. 

A primeira audiência acontece no dia 4 de abril, em Los Angeles. 

Sem mais artigos