Pronto, 2014 tá acabando e chegou a hora da retrospectiva. Muita coisa rolou este ano aqui no nosso mundinho da música, então, se você estava vivendo e uma caverna ou algo do tipo, a gente vai te contar algumas coisinhas que aconteceram.

PARTE I: OS FLOPS

Robin Thicke

Depois de Bluerred Lines, todo mundo achou que a carreira do cara ia deslanchar. Até a mulher dele lhe dar um belo pé na bunda, ele resolver escrever um álbum inteiro pedindo pra ela voltar e quase matar a gente de vergonha alheia no processo. Até clipe melodramático com criancinhas teve. Bom, Paula (ele resolveu batizar o CD com o nome da ex-mulher, além de tudo), só vendeu umas 500 cópias no Reino Unido na sua primeira semana. É, Robin Thicke, querido, você flopou. Não que a gente se importe.

U2

Depois de passar cinco anos sem nada novo, o U2 resolveu liberar o álbum Songs of Innocence do dia pra noite numa tática bem Beyoncé, mas com um toque megalomaníaco: todos os usuários do iPhone “””ganharam””” o CD de graça meio que, hm, sem serem perguntados se queriam ou não. E boa sorte em tentar remover as músicas do celular — ninguém estava conseguindo fazer isso. Então o que deveria ser um dos álbuns do ano acabou sendo ofuscado por uma estratégia de marketing egocêntrica e burra.

Lea Michele

Nós ficamos realmente tristes de termos que colocar você aqui, Lea Michele. Mas, sabe, ninguém quis te contar mas você flopou. Será que alguém ainda lembra que ela lançou seu álbum de estreia na música este ano? Ou então alguém se lembra do single On My Way? É, isso aí.

Lily Allen

Outra que nós também não queríamos que estivesse aqui era a Lily Allen. Ainda que ela tenha feito muito barulho com Hard Out Here,música lançada em 2013 que marcou o seu retorno à carreira, o álbum Sheezus não deslanchou. Infelizmente ): Mas pelo menos a língua ferina de Lily continua a toda por aí.

Nossa música da Copa do Mundo

A África do Sul teve a Shakira. A gente teve Pitbull, Claudia Leitte e J Lo (se bem que a J Lo é maravilhosa e a gente não vai falar mal dela). E tem gente que reclama do 7×1… É SEU! É MEU! HOJE É TUUUDO NOSSO! (fiquem com essa música na cabeça, boa vida)

Eminem

Disse que ia dar um sono na Lana Del Rey e estuprar a Iggy Azalea. Nada mais flopado do que omi misógino.

 

PARTE II: OS HITS

Colaborações

Iggy Azalea feat Charli XCXAriana Grande feat Iggy AzaleaBeyoncé feat Nicki MinajJessie J feat Nicki Minaj Ariana Grande… Ufa! Não tem nem discussão. Quer fazer sucesso? Chame uma garota tão poderosa quanto você pra participar da sua música. Sempre dá certo.

Ed Sheeran

O ruivinho inglês Ed Sheeran lançou seu segundo álbum, X, agora em 2014 e o disco foi o mais ouvido do ano no Spotify. Nada mal, né?

Let it Go

Dá pra acreditar que a música do ano é o tema de um filme animado infantil? Dá, né? Se você não conseguir, bem, let it gooo, let it gooo.

Happy

Happy foi a música mais ouvida do ano no Spotify e o Pharrell Williams dançou ela com a Meryl Streep (!) no Oscar (^). Se isso não é zerar o ano, a gente não sabe o que é.

Katy Perry

Ninguém duvidava da capacidade de Katy Perry de fazer uma música grudar na nossa cabeça e infestar todas as ondas sonoras o mundo. Mas ela superou seus próprios limites com Dark Horse.

Fancy

Essa música explodiu e trouxe duas estrelas pra música pop: a australiana disfarçada de rapper Iggy Azalea e a inglesa Charli XCX, que finalmente foi reconhecida como a diva que já provava ser no seu primeiro álbum, True Romance, lançado no ano passado.

Ariana Grande

A mina diva finalmente encontrou a sua identidade musical depois de um tempo brincando de pop-pasteurizado (lembram dela de cabelo vermelho?) e encantou o mundo.

Taylor Swift

Ela lançou o álbum 1984 no fim de outubro e conseguiu fazer a gente esquecer de todo o resto que tinha acontecido em 2014. Alguma dúvida de que o ano foi dela? A gente não tem.

Sem mais artigos