Um britânico de 35 anos foi condenado nesta quarta-feira (03) à prisão perpétua por ter planejado roubar e assassinar a cantora Joss Stone em 2011. Kevin Liverpool, natural de Longsight, no norte da Inglaterra, deverá cumprir uma pena mínima de dez anos e oito meses de prisão antes de poder optar por uma revisão de sua sentença, informou o tribunal de Exeter.

O júri deste tribunal condenou Liverpool e outro homem, Júnior Bradshaw, por ter planejado assassinar e roubar à artista inglesa. Bradshaw, de 32 anos e também natural de Longsight, será sentenciado em outra data, ainda por determinar, enquanto aguarda o resultado dos relatórios psiquiátricos.

“Sinto alívio que esse julgamento tenha acabado e que estes homens não estejam mais em posição de causar danos a ninguém”, declarou Joss em comunicado. Durante o processo de três semanas, as autoridades relataram que ambos os acusados se deslocaram no dia 13 de junho de 2011 ao condado de Devon, onde a cantora mora, carregados com armas, entre elas um espada de samurai, e apontamentos detalhando seus planos de decapitá-la.

A acusação revelou que as notas escritas por Liverpool demonstravam que este queria assassiná-la e lançá-la no rio por causa de sua amizade com membros da família real britânica. Os dois homens foram detidos pela polícia depois que moradores locais denunciassem a presença dos dois ao considerar suas atitudes suspeitas.

“O senhor (Liverpool) tentou roubá-la e matá-la e, posteriormente, ainda abandonaria seu corpo no rio, segundo suas próprias palavras, e depois ia sair do país junto com seu cúmplice Junho Bradshaw”, declarou o juiz Francis Gilbert ao ditar sentença.

“Isto pode ter sido um plano louco de uma pessoa louca, mas era um plano muito real”, completou o magistrado. Bradshaw, diagnosticado esquizofrênico, assegurou ao tribunal que ele desconhecia a identidade de Joss Stone até ser detido e pensou que se tratava de uma viagem com seu amigo.

Nascida em Dover, no condado inglês de Kent, Joss Stone alcançou a fama em 2003, quando lançou seu bem-sucedido álbum de estreia, The Soul Sessions. Já em seu segundo trabalho, Mind Body & Soul, a jovem cantora foi indicada aos prêmios Grammy de 2005.

<iframe width=”636″ height=”358″ src=”http://www.youtube.com/embed/opwudiDgv1E” frameborder=”0″ allowfullscreen></iframe>

Sem mais artigos