961794_10205561473773705_295019378_n

Ontem não foi um dia muito feliz para os amantes de música do nosso Brasil. A cantora, e apresentadora do programa Viola, Minha Viola,  Inezita Barroso deixou o nosso plano físico aos 90 anos. A dama da música caipira de raiz estava internada no Hospital Sírio-Libanês, em SP, e morreu por causa de uma insuficiência respiratória. Triste =/

Porém, Inezita nos deixa um enorme legado: o de quanto é bom ser vida loka! Sim, com o máximo respeito à ela, a cantora era boa de copo e a maior ‘maloqueira’ (pelo menos em suas músicas!). As suas letras não continham apenas versos sobre amor, perdas, viola, bolinho de fubá, negrinho do pastoreio, etc, mas também falavam de festas, botecos, bebidas, cair de tanto beber, brigas, relacionamentos que saem faíscas, e cair de bêbada novamente. Tanto que o seu maior sucesso é Moda da Pinga. Entendeu, né?

Até no Programa do Jô ela mandou bem no copo!

Inezita-Barroso-Programa-do-J1

Como homenagem a essa grande musicista brasileira, ressaltamos abaixo algumas de suas frases mais, digamos, polêmicas (e também geniais)! Não só a música caipira e o sertanejo vão sentir falta dela, mas todos nós, amantes da música em geral e de uma boa dose de pinga. Vá em paz, Inezita!

Oi lá!

 

Sem mais artigos