De acordo com o jornal britânico The Guardian, Nadezhda Tolokonnikova e Maria Alekhina, integrantes da banda Pussy Riot, foram presas novamente, em meio a um grupo de jornalistas e ativistas. Elas tinham sido libertadas em dezembro passado.

“Nós estavamos andando por Sochi quando nos prenderam”, contou Tolokonnikova por telefone ao jornal. “Eles nos disseram que éramos suspeitos de roubo. É claro que não houve roubo nenhum”.

Elas estavam em Sochi, onde está acontecendo as Olimpíadas de Inverno, para uma apresentação. “A música se chama Putin will teach you how to love motherland [Putin irá te ensinar a amar sua terra Natal]”, Tolokonikkova tweetou depois da detenção.

 

Sem mais artigos